Agronegócio

Para minimizar efeitos das chuvas, melhorias são feitas em estradas vicinais de Uberlândia

Desde o ano anterior, a Prefeitura de Uberlândia tem intensificado o trabalho de manutenção nas estradas vicinais que cortam o município. Nos últimos meses, as equipes da Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos se empenham para que as chuvas não se transformem em problemas para quem trafega pelas estradas. Um dos sucessos do trabalho se deve à maior proximidade entre o poder municipal e os produtores rurais.

 

Nesta semana, equipes da Prefeitura se mobilizaram para a construção de um mata-burro na estrada do Carrapato, na região do distrito de Martinésia. Os trabalhos também contemplaram patrolamento (limpeza e nivelamento), assim como cascalhamento do trecho mais acidentado. Outro local que recebeu o serviço recentemente foi o setor do distrito de Miraporanga, próximo ao quilômetro 47 da BR-497, que também passou melhorias.

 

Mais de mil quilômetros revitalizados

 

Desde 2017, mais de 1.600 km de vias foram revitalizados na zona rural. “Desde o início do ano passado estamos fazendo este trabalho, mapeando as áreas e traçando as coordenadas nos distritos de Martinésia, Miraporanga, Cruzeiro dos Peixotos e Tapuirama. Tinham estradas que estavam há quatro anos sem receber, outras que receberam serviços mas que precisaram de novas manutenções”, explicou o diretor de engenharia de estradas vicinais da secretaria, Hélio Bosco de Matos.

 

Ainda conforme o diretor, em 2018 a atuação será aprimorada. “O serviço não para e esperamos ampliar ainda mais. A intenção é fazer um trabalho ainda melhor e com maior durabilidade, inclusive para minimizar os impactos das chuvas. Por isso, entramos não apenas com a patrola, como também o cascalhamento e a construção de bolsões laterais”, antecipou.

 

Atualmente, 30 profissionais são mobilizados para as execuções, distribuídos em subdivisões. As equipes contam com patrola, retroescavadeira, trator de esteira e outros maquinários para a realização de cascalhamento, patrolamento, construção de bolsões laterais e intervenções nas quase 60 pontes construídas na zona rural. “Muitas delas foram instaladas com eucalipto, que por mais que tenha durabilidade de até seis anos, necessitam de monitoramento e manutenção”, explica Hélio Matos.

 

Proximidade com os moradores

 

Ainda de acordo com o diretor de engenharia da secretaria, quanto mais estreita a relação com o produtormaior a abrangência do serviço. “É algo que é fundamental para que possamos conhecer de perto a situação e saber as necessidades de cada setor. De todos os problemas que são solucionados, muitos acontecem por conta da participação da comunidade, que protocola essa queixa e preenche o formulário para o atendimento. Estamos trabalhando para fazer os 2.500 km de estradas e, para conseguirmos efetivar essa fiscalização e a manutenção adequada, precisamos do envolvimento de todos, principalmente em época de chuvas, precisamos desse contato para reduzir os impactos”, completou.

 

Quem também destacou o avanço na zona rural foi a secretária municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Walkíria Naves. “Mesmo com as dificuldades, estamos em evolução, estimulando o desenvolvimento. A maior motivação disso é ver todos crescendo ainda mais. Temos uma área gigantesca sob nossa responsabilidade e daí a necessidade de um contato próximo com os produtores para melhorar as condições de vida e trabalho deles. É para isso que estamos trabalhando”, disse.

 

Aqueles que quiserem solicitar algum serviço específico próximo à sua propriedade na zona rural, basta entrar em contato pelo telefone (34) 3232-4951.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR