Agronegócio

Prefeitura reforça ações e fica ainda mais próxima do produtor rural de Uberlândia

Foto: SMAAD

A agricultura está presente no cotidiano de todas as pessoas. Ainda assim, o caminho percorrido até a mesa das famílias exige cuidados criteriosos, que tornam o produtor rural um dos principais responsáveis pela comida que chega às casas em Uberlândia. Um processo que se torna cada dia mais qualificado pela Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, que tem trabalhado para estreitar, ficar ainda mais próxima e dar apoio ao homem do campo. Somente em 2017, 1.561 visitas foram realizadas em propriedades rurais do município.

No mesmo período, aproximadamente 520 produtores locais foram atendidos pela equipe técnica dos Núcleos de Agricultura e Educação Ambiental e de Pecuária, Defesa e Educação Sanitária. Momento em que puderam conhecer os programas da secretaria e receber atendimentos técnicos (sempre mediante solicitação). Apenas para a capacitação do produtor rural, 1.249 visitas em propriedades rurais foram realizadas.

Combate à Brucelose

Uma das ações de destaque foi a retomada da vacinação contra brucelose (clique aqui para mais informações sobre a iniciativa), doença causada por uma bactéria que pode trazer graves consequências para o gado e para os seres humanos, com alto poder de contaminação. Para o diretor de Agropecuária da secretaria, André França, o retorno da ação de combate à zoonose é uma das atividades que comprovam uma nova realidade na zona rural.

“Com certeza destaco a vacinação como uma das principais, pois conseguimos beneficiar alguns animais que infelizmente não estavam sendo vacinados. Contamos com profissionais credenciados para fazer o trabalho e o resultado foi muito bom, com 205 visitas, contabilizando 820 bezerras vacinadas. Além disso, aproveitamos para conscientizar todos os produtores. É algo que foi retomado e que serviu para mostrar a busca por um atendimento ainda melhor”, disse.

Horas sustent

Foto: SMAAD

áveis

Além das visitas nas propriedades rurais, as equipes também realizaram 57 interpretações de análises de solo e a oferta de 2.224 horas de estágio supervisionado para estudantes de instituições de ensino superior. Em hortas escolares e comunitárias, houve 88 visitas durante o ano para a implantação e desenvolvimento das ações junto aos alunos, assim como o Horas Sustentáveis, que levou 19 atividades para crianças do ensino fundamental.

Idealizado pela secretaria, o projeto leva aborda conceitos de valorização sobre a produção de alimentos, redução do desperdício e respeito ao meio ambiente. Para a secretária de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Walkíria Naves, trata-se de um trabalho essencial para promover hábitos saudáveis entre os pequenos. “É importante fazer algumas ações para mostrar o quão delicado é o caminho do alimento até chegar à mesa de casa, mostrando a colheita, a utilização e o manuseio dos produtos. As crianças são multiplicadoras e esse conhecimento acaba refletindo em suas famílias”, afirmou que reiterou acerca da expectativa para os projetos da secretaria em 2018.

Produtor qualificado, produto de qualidade

“Nosso foco é melhorar a qualidade da produção. É preciso ampliar a quantidade, mas também no aperfeiçoamento do produto. Queremos qualificar o produtor, valorizá-lo e mostrar que seu trabalho merece esse reconhecimento, com um retorno financeiro. Mesmo com as dificuldades, estamos em evolução, estimulando o desenvolvimento e a busca por novos mercados. A maior motivação disso é ver todos crescendo cada dia mais, expandindo seus negócios. O resultado deles é o que nos motiva a trabalhar ainda mais”, ponderou a secretária.

Foto: SMAAD
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR