Redação | Comercial
Esportes

Bruno é recebido com aplausos por torcedores do Boa em estreia no Campeonato Mineiro

Foto: R7

 

Bruno está oficialmente de volta ao futebol brasileiro. O goleiro de 32 anos — que ficou preso por cerca de sete anos por assassinar a ex-amante Eliza Samúdio, mas conseguiu um habeas corpus no início de março — assinou contrato com o Boa no último dia 14 e fez a sua estreia neste sábado (8), em Varginha. A partida contra o Uberaba terminou empatada por 1 a 1, em confronto válido pelo hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro.

O goleiro não disputava uma partida havia quase sete anos e foi figura importante do duelo. Após pouco trabalhar no primeiro tempo, quando o Boa abriu o placar com o gol de Jean Henrique, ele teve participação direta no placar com um lance na segunda etapa. Aos oito minutos, ele derrubou Bruno Henrique na grande área. O próprio jogador do Uberaba converteu a cobrança e deu números finais ao confronto.

Antes do início da partida, o Boa Esporte anunciou a titularidade de Bruno pelo Instagram oficial do clube. Nos comentários, os fãs mandaram mensagens positivas para o goleiro. No Estádio Melão a situação foi a mesma das redes sociais, principalmente na chegada do ônibus do Boa e também no aquecimento. Os torcedores gritaram o nome do goleiro e levaram faixas desejando boas-vindas. Não foi registrado nenhum ato hostil contra o goleiro.

O público registrado no Melão foi de cerca de 2 mil pessoas. A média do Boa Esporte costuma ser de 300 a 400 torcedores por jogo. A maioria que foi ao confronto admitiu ter comparecido ao estádio para ver a estreia de Bruno. De acordo com informações do jornalista Luciano Dias, muitos flamenguistas do sul de Minas Gerais também fizeram questão de acompanhar a volta de Bruno ao futebol.

O Boa voltará a jogar na próxima quarta-feira (12), dessa vez fora de casa, diante do Patrocinense, pela segunda rodada do hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro. Esse deverá ser, portanto, o primeiro jogo de Bruno como visitante em seu retorno ao futebol. Na primeira fase do campeonato, a partida entre as duas equipes ficou marcada por gritos dos torcedores do Patrocinense contra a equipe de Varginha, chamada de “time de assassinos”.

Via R7

CLOSE
FECHAR
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.