Redação | Comercial

Cotidiano

Estado especializa agentes de segurança penitenciários para Escolta Hospitalar e Intervenção Rápida

Crédito: Carlos Alberto / I

Duzentos e oitenta e três agentes de segurança penitenciários receberam nessa quarta-feira (27/12) o diploma de conclusão dos Cursos de Escolta Hospitalar e Intervenção Rápida, entregues pela mão do secretário de Estado de Administração Prisional, o desembargador Francisco Kupidlowski, e do superintendente da Academia do Sistema Prisional, Lincoln Ignácio Pereira.

A capacitação dos servidores da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) faz parte de um dos pilares de atuação da atual gestão que vê, na valorização profissional, o caminho certo para a construção de um sistema prisional mais forte, eficaz e eficiente.

Para o secretário Francisco Kupidlowski, a cerimônia foi muito importante e gratificante, e reforça a dedicação de todos para a construção de uma Seap que seja referência.

“Nós somos insaciáveis na aprendizagem e no ensino. O investimento na educação dos servidores ocupou destaque na minha administração, e a criação da Academia do Sistema Prisional veio para isso. A Seap e a sociedade podem comemorar a entrega desses agentes altamente qualificados e prontos para o cumprimento da nossa missão institucional”, disse o secretário.

De acordo com Kupidlowski, o aprimoramento profissional é condição primeira para que se alcance a qualidade desejada nas ações da Secretaria de Estado. “A caravana da Seap sempre seguirá em frente, forte e altaneira. Eu não vou abrir mão de tornar os servidores cada vez mais especializados, e trazer mais condições de trabalho dignas e honradas”, completou.

A formatura é a primeira da Academia do Sistema Prisional. Durante a solenidade foi executado o Hino do Sistema Prisional, criado esse ano em comemoração ao aniversário de um ano da secretaria. Os cincos primeiros colocados de cada turma subiram ao palco para receber seus diplomas e brevês. Também foi apresentado um vídeo com fotos e imagens dos cursos, que emocionou a todos.

Ao todo, 132 agentes de segurança penitenciários concluíram o Curso de Intervenção Rápida. A capacitação é responsável pela formação dos membros que compõem os Grupos de Intervenção Rápida (GIR) das unidades prisionais e visa aprimorar o conhecimento dos servidores, uniformizar a forma de atuação e garantir uma pronta resposta a qualquer tipo de distúrbio.

O coordenador do Curso de Intervenção Rápida, Luiz Alberto Pereira, é agente de segurança penitenciário há sete anos e possui larga experiência no tema. “Foi muito bom e perceptível o crescimento profissional desses agentes. Ter a Academia do Sistema Prisional é uma oportunidade ímpar e que nunca tivemos, é um crescimento para a Seap. No GIR, a qualquer momento pode acontecer algo, e temos que estar dispostos, preparados e qualificados o tempo inteiro para poder agir”.

Escolta Hospitalar

No Curso de Escolta Hospitalar foram capacitados 151 agentes de segurança penitenciários. A capacitação abordou situações específicas da escolta em estabelecimentos médico-hospitalares.

É importante destacar que, dos agentes que concluíram os cursos, 14 são oriundos de outros estados: dois do estado do Espírito Santo, dois do Paraná, um de Santa Catarina, dois de Sergipe, dois do Mato Grosso do Sul, dois do Maranhão, um da Bahia e dois de Tocantins.

Além destes ainda houve a participação de três agentes socioeducativos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) que participaram do Curso de Escolta Hospitalar.

“Parabenizo e agradeço a nossos companheiros de profissão de outros estados que compartilharam conosco seus conhecimentos durante essa jornada. O sistema penitenciário mineiro é referência para o país graças à Seap, que com uma gestão humanizada e preocupada com a qualificação técnica de seus profissionais não mede esforços na busca de uma capacitação contínua de nós, servidores. Fomos testemunhas da criação da academia nesse ano, prova incontestável da valorização e importância da nossa categoria para o Governo de Minas Gerais”. Agente de segurança penitenciário Denison Irvik dos Santos, orador da turma

Segundo o superintendente da Academia do Sistema Prisional, Lincoln Ignácio Pereira, a satisfação de concluir mais essa capacitação não cabe no peito. “Foi um curso planejado e feito com os melhores profissionais, e poder devolver para o Estado e sociedade esses profissionais altamente qualificados não tem preço. Ter uma academia onde podemos dar uma qualificação para o servidor e proporcionar especialização, com certeza é de extrema importância para o sistema e sua atuação”.

O subsecretário de Segurança Prisional, Washington Clark, também prestigiou o evento e falou da dedicação da atual gestão em proporcionar melhores condições de trabalho. “Nós não somos da casa, mas somos todos guerreiros, e não temos cor de sangue diferente, independentemente da nossa corporação. E ao perceber que somos todos guerreiros, uma das coisas que nos torna um grupo mais forte na batalha é a qualificação. Temos um compromisso muito grande em tornar o Sistema cada vez mais eficiente e profissional”.

Também participaram da cerimônia o secretário adjunto da Seap, Marcelo José Gonçalves da Costa; o subsecretário de Gestão Administrativa, Logística e Tecnologia, coronel Wilson Gomes da Silva Júnior, e o chefe de Gabinete da Seap, major Edmar.

Em menos de um ano de sua criação, a Academia do Sistema Profissional também formou mais de 10 mil agentes de segurança penitenciários no curso de Treinamento com Arma de Fogo (TCAF). A previsão é de que novas turmas se iniciem em fevereiro nos cursos de Escolta Hospitalar e Intervenção Rápida, além da criação de uma capacitação para diretores de unidades prisionais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO