Cotidiano

Hemominas realiza coleta noturna nesta quarta (9) e quinta-feira (10) em Ituiutaba; doe sangue

O Hemominas de Ituiutaba realiza na noite desta quarta-feira, 9, os trabalhos para coleta de sangue e convida os tijucanos para colaborarem com o nobre ato que salva vidas.

Os interessados em praticar o nobre ato que salva vidas podem comparecer na unidade do Hemominas de Ituiutaba nesta quarta, 9, das 16h às 20h ou na quinta, 10, das 16h às 20h.

Informações podem ser obtidas na sede da entidade, na Avenida Quarenta e Nove, n° 125, Bairro Elândia. Os telefones para contato são (34) 2122-0400; 3269-0005 e 99672-0567.

Importância da Transfusão de sangue

O Sangue é um “remédio” diferente dos outros: não se fabrica em laboratórios, não se compra em farmácia – somente pode ser obtido por meio de doação de um ser humano a outro. E para ter sangue em estoque é preciso tocar a sensibilidade e a solidariedade humanas. A todo instante, pessoas sofrem acidentes, necessitam de cirurgias de urgência, de transplantes etc.

Por que existem tantos critérios para doar sangue?

A Fundação Hemominas tem o dever de trabalhar para preservar a saúde dos candidatos à doação e também a dos pacientes que irão receber a transfusão. Os doadores são selecionados de acordo com as leis vigentes recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Para doar sangue, o candidato à doação será submetido à uma avaliação detalhada sobre o passado de doenças, sinais e sintomas atuais, e comportamento sexual e social, e só poderá doar sangue se estiver em boas condições de saúde.

Quem pode doar?

Para doar sangue é necessário:

  • Apresentar documento de Identidade oficial com foto e dentro do prazo de
  • O candidato deve ter entre 16 e 69 anos de

Serão aceitos para doação os candidatos de 16 e 17 anos munidos de documento de identidade original e oficial com foto, que atenderem a uma das seguintes situações:

  • Acompanhado pelo responsável legal (pai/mãe/guardião/tutor) munido de documento de identidade original e oficial com foto – e fotocópia do documento de identificação – que preencherá e assinará a Autorização no local de doação. No caso de guardião ou tutor, apresentar fotocópia autenticada do Termo de Guarda ou de Tutela e fotocópia do documento de identificação;
  • Desacompanhado, portando autorização preenchida e assinada pelo responsável legal (pai/mãe/guardião/tutor), portando fotocópia do documento desse, constante da Autorização. No caso de guardião ou tutor, apresentar fotocópia autenticada do termo de Guarda ou de Tutela;
  • Desacompanhado, se emancipado, portando fotocópia autenticada do documento que comprova a emancipação. A certidão de casamento do menor é comprovação da emancipação.

É imprescindível o preenchimento de todo o formulário de autorização, inclusive telefones de contato do responsável, para o caso de intercorrências com o doador.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 69 anos.

  • Pesar acima de 50
  • Ter e estar com boa saúde.
  • Ter dormido bem na noite anterior à doação.
  • Não ter tido hepatite após os 11 anos de
  • Não ter tido sintomas de gripe, resfriado, febre ou diarreia nos últimos 07
  • Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12
  • Não ser usuário de
  • Não apresentar ferimento ainda não
  • Não estar grávida ou em período de amamentação (é necessário aguardar 03 meses após parto normal e 06 meses após cesárea).
  • Não ter sido submetido a exame de endoscopia ou broncoscopia, nos últimos 06 meses.
  • Não ter feito tatuagem, não ter sido exposto a situações de risco para aquisição de doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses.
  • Quem fez ou faz tratamento dentário ou recebeu alguma vacina (a pessoa pode ser impedida de doar por um período de 1 a 30 dias, conforme o caso).
  • Que fez cirurgia pode ser impedido de doar por um período de 03 a 12 meses, conforme o
  • Não se deve doar sangue em jejum. Pela manhã, alimentar-se antes; à tarde, dar um intervalo de três (3) horas após o almoço.

Doar sangue faz mal à saúde?

A doação não traz nenhum prejuízo ou risco para quem a realiza. A triagem clínica é rigorosa e o candidato só doa sangue se estiver em boas condições de saúde. As informações prestadas são mantidas em rigoroso sigilo e são de fundamental importância para a boa qualidade do sangue que será transfundido nos pacientes. O material utilizado é descartável e não há risco de contrair doenças durante o procedimento. A cada doação há uma nova avaliação clínica e o sangue é submetido a rigorosos testes laboratoriais. Os equipamentos são de última geração, os profissionais recebem treinamentos constantes.

Doar sangue não dói… a picada da agulha incomoda só um pouquinho. São tirados cerca de 450 ml de sangue, procedimento que demora poucos minutos. O volume colhido não faz falta ao doador e o organismo se encarrega, rapidamente, de sua reposição. Também não é verdade que a doação aumenta o volume sanguíneo, engrossa ou afina o sangue, que a pessoa engorda ou emagrece, ou que quem doa uma vez tem que doar sempre. São mitos que afastam as pessoas de realizar uma doação de sangue. O que faz mal é não doar!

Intervalos entre as doações

HOMENS: prazo mínimo entre uma doação de sangue total e outra é de 60 dias

MULHERES: prazo mínimo entre uma doação de sangue total e outra é de 90 dias

ACIMA DE 60 ANOS: Para doadores com idade acima de 60 anos, o intervalo é de 06 meses.

E quem não pode doar, também pode dar sua contribuição, conscientizando outras pessoas sobre a importância e necessidade desse grande gesto.

O Fator Rh Negativo é menos frequente na população. As pessoas que puderem realizar a doação podem ligar para o telefone 3269-0005, e agendarem o seu horário.

Mais Lidas

To Top