Cotidiano

Homem que matou namorado de ex-companheira em Patos de Minas é condenado em 14 anos de reclusão

A Justiça mineira condenou a 14 anos de detenção o homem que matou o namorado de sua ex-companheira, em Patos de Minas, em 1º de março do ano passado. O julgamento ocorreu no Tribunal do Júri da comarca na última quarta-feira, 30 de julho.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o réu, Higor Aquino de Araújo, decidiu eliminar a vida da vítima, Matheus Ferreira Fernandes, porque não aceitava que ele se relacionasse com sua ex-companheira.

As investigações policiais apuraram que o condenado manteve um relacionamento amoroso com A.C.G.B. por cerca de quatro anos, relação à qual a mulher pôs fim em outubro de 2017.

No dia do crime, ele foi à casa de sua ex-companheira com o subterfúgio de ver sua filha, embora naquele dia não tivesse combinado de ir vê-la. A mulher desconfiou da intenção do ex e avisou Matheus, que se encontrava no interior da residência, da presença de Higor.

Ainda segundo a denúncia, a vítima decidiu aguardar no fundo do imóvel, pois Higor não aceitava o namoro da ex-companheira. Este, ao entrar na casa, sacou uma arma de fogo e surpreendeu a vítima, atingindo-a com três disparos nas costas.

Homicídio qualificado

Por mais de três votos, o Conselho de Sentença condenou o acusado nos termos da pronúncia: homicídio cometido com duas qualificadoras – motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

O juiz Vinícius de Ávila Leite, que presidiu o júri, ao fixar a pena em 14 anos de reclusão, em regime inicial fechado, considerou a atenuante da confissão espontânea, entre outros aspectos.

Não foi concedido ao réu o direito de recorrer em liberdade.

Fonte: TJMG

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top