Cotidiano

Ituiutaba recebe Posto de Atendimento Pré-Processual; Papre funcionará na UEMG

A Comarca de Ituiutaba passa a contar a partir desta quarta-feira (02/10) com uma unidade voltada para a conciliação de conflitos que não foram judicializados. Trata-se do Posto de Atendimento Pré-Processual (Papre).

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a 3ª Vice-Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Interessados em resolver conflitos de forma célere e amigável devem se dirigir ao Papre, na Rua Geraldo Moisés da Silva, s/n, Bairro Universitário.

Contudo, a instituição encontra-se ocupada por alunos em manifestação contra problemas de ordem estrutural e acadêmica desde o dia 18 de setembro. Desde então todas as atividades realizadas no campus foram interrompidas. Conforme apurou o Pontal em Foco, uma assembleia será realizada desta sexta-feira, 4 de outubro, quando os envolvidos no manifesto deliberaram sobre a continuidade ou suspensão do movimento de ocupação.

A inauguração oficial do posto teve a presença do juiz auxiliar da 3ª Vice-Presidência, José Ricardo dos Santos de Freitas Véras. O magistrado aponta a conciliação e a mediação como alternativas para uma solução ágil da discussão.

“O cidadão tem muito a ganhar com a instalação do Papre. Muitas desavenças podem ser resolvidas por meio do diálogo entre as pessoas envolvidas na disputa, de modo rápido, descomplicado e eficaz”, registrou.

O coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Ituiutaba, juiz Roberto Bertoldo Garcia, também destacou a importância de o cidadão ter uma alternativa ao processo judicial para resolver conflitos. O Cejusc é um setor do Judiciário que dá suporte ao Papre.

Conrado Pereira, diretor da Uemg, polo Ituiutaba; Fausto Amador Alves, coordenador do curso de Direito; juiz auxiliar da 3ª Vice-Presidência do TJMG, José Ricardo dos Santos de Freitas Véras e o juiz Roberto Bertoldo Garcia

O coordenador do curso de Direito da UEMG, Fausto Amador Alves Neto, destacou que a parceria vai permitir a qualificação técnica de professores e alunos na aplicação das técnicas autocompositivas de resolução de conflitos, além de proporcionar aos cidadãos um serviço de qualidade.

Toda a dinâmica desenvolvida no Papre será acompanhada pela experiência do TJMG no que se refere aos mecanismos de conciliação e mediação.

Também esteve presente à inauguração do Papre a juíza diretora do foro de Ituiutaba, Alessandra Leão Medeiros Parente.

Saiba mais sobre conciliação.

Mais Lidas

To Top