Cotidiano

Motorista denuncia más condições da MGC-461 em Gurinhatã e lamenta o descaso de políticos; veja o vídeo

Inconformado com a situação, um internauta que passa constantemente pela via e preferiu não ser identificado, registrou fotos e um vídeo demonstrando sua insatisfação com o descaso de nossos representantes; assista

Condutores que trafegam pela rodovia MGC-461 têm notado vários problemas na pista ao longo do trecho que liga a cidade de Gurinhatã à rodovia Juscelino Kubitscheck de Oliveira (BR-364), local também conhecido como Doze.

A via não tem recebido a devida atenção no sentido de conservação, sendo que o acostamento está bastante danificado e causa risco à segurança dos motoristas que por lá trafegam, pois em caso de necessidade de utilização do mesmo, acidentes podem acontecer por conta das grandes crateras formadas. Além disso, o asfalto, apesar de considerado novo, apresenta rachaduras e buracos em toda sua extensão, o que também causa prejuízo e insegurança às pessoas.

Inconformado com a situação, um internauta que passa constantemente pela via e preferiu não ser identificado registrou fotos e um vídeo demonstrando sua insatisfação com o descaso de nossos representantes, nos âmbitos federal, estadual e municipal, pois o problema se estende há um bom tempo, vem se agravando e providências não são tomadas, evidenciando total irresponsabilidade para com o bom uso do dinheiro público e a manutenção de obras realizadas.

Em contato com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais – DEER/MG, apuramos que o local é de jurisdição da Regional Ituiutaba, sendo que existe uma empresa prestadora de serviços para a região. A orientação recebida é de que denúncias semelhantes sejam informadas ao tapa-buracos pelo telefone 155, opção 6.

O DEER informou que por meio da 31ª Regional, que faz a manutenção de 591,7 quilômetros de rodovias e atende doze municípios, e já havia programado junto a firma empreiteira o inicio dos serviços de manutenção no trecho citado para esta quinta-feira, 17, após encerramento do período chuvoso.

Esse foi o desabafo de mais um cidadão pagador de impostos que sofre com a falta de assistência prestada pelo serviço público. Fica o alerta aos condutores de veículos que passam pela região e correm o risco de sofrerem prejuízos ou mesmo se envolverem em acidentes na rodovia.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR