Cotidiano

Prédio onde era instalada a Prefeitura de Ituiutaba será transformado em Centro Municipal da Cultura

O antigo prédio da Prefeitura Municipal de Ituiutaba, na Praça Cônego Ângelo, se transformará no Centro Municipal da Cultura. O prédio que é tombado passa atualmente por restauração, e assim cumpre a determinação do Ministério Público em deixá-lo como era antes. Da forma que as dependências encontravam-se, descumpriam as orientações do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), já que, por ser um bem tombado, deve permanecer com suas características originais.

De acordo com o presidente da Fundação Cultura de Ituiutaba, Jaderson Agostinho, o centro cultural será um novo aparelho de cultura na cidade, que propiciará espaços para aulas e cursos, além de ser o novo espaço de ensaio da banda municipal e do coral municipal. Ele acrescentou que o espaço também contará com estruturas para mostras fotográficas e de artes produzidas pelos artistas tijucanos. “A Fundação Cultural defende esse projeto, pois é um caminho que vem sendo tomado nos grandes centros que é a utilização de prédios antigos pra o desenvolvimento cultural”, explicou.

O chefe do Executivo, Fued Dib, ponderou que o local está passando por algumas intervenções de adequações físicas sem descaracterizar suas linhas e estruturas como um todo, e seu horário de funcionamento também está sendo pensado para atender da melhor forma a comunidade. Ele completou que está sendo moldado um projeto pelo Poder Legislativo e com parceiros, para efetivação de executá-los no local. “Será um marco nos espaços de cultura e arte em nossa cidade, sendo nossa praça um grande centro de cultura diária. O espaço propiciará para a comunidade em geral acesso a diversas artes, fomentando o comércio e as visitas, bem como a revitalização da edificação que sempre foi conhecida como o Prédio da Prefeitura, que já não atendia as demandas do Poder Executivo, por se tratar de uma construção antiga e tombada, e que não pode passar por grandes intervenções físicas, inviabilizando assim o atendimento ao público em geral”, finalizou.

Mais Lidas

To Top