Cotidiano

SAE apresenta condições do saneamento básico de Ituiutaba para grupo de indianos

A equipe da Superintendência de Água e Esgotos de Ituiutaba (SAE), recebeu na última sexta-feira (8), na Área Técnica, a visita de um grupo de indianos.

Na oportunidade da vinda do grupo ao Brasil, através do Rotary Club de Ituiutaba, os visitantes aproveitaram para visitar a SAE, onde o objetivo foi de buscar informações sobre o saneamento básico. Para isso, foi realizada uma apresentação para que os mesmos conhecessem e compreendessem melhor sobre os processos desenvolvidos e serviços ofertados pela SAE e, posteriormente visitaram a Estação de Tratamento de Água (ETA).

Atualmente, a Índia tem um saneamento precário e é o epicentro da desnutrição, afetando 42% das crianças nos distritos mais pobres, representando a maior perda de potencial humano em qualquer país na história.

A Índia representa hoje a 8ª economia do mundo e busca como meta atingir a 3ª posição em 2030. Para isso, uma das questões mais urgentes com as quais o governo indiano tem que lidar é a questão de saneamento básico. Portanto, vem desenvolvendo medidas para acabar com a desnutrição e os fatores que contribuem, como: construção de banheiros, testes em tratamentos de águas e novos projetos para limpar o país.

Enquanto no Brasil, 46% dos esgotos produzidos são tratados. Na Índia, 80% dos esgotos produzidos são descartados sem tratamento algum. Em relação à água, 83,5% dos brasileiros são atendidos com abastecimento de água tratada, ao mesmo tempo que a Índia enfrentou em 2018 a pior crise hídrica de sua história, com cerca de 600 milhões de pessoas sofrendo com a falta de água.

Para o diretor da SAE, Marcos André Alamy, a visita do grupo de indianos ficará marcada na história da Superintendência. “É sempre um prazer receber visitas que tenham como objetivo tomar de exemplo nossos processos. Como já é de costume da SAE, estamos sempre de braços abertos para receber profissionais de outras companhias de saneamento, mas receber cidadãos de outro país é surpreendente, pois passamos a conhecer outras culturas e inserir um pouco da nossa nessas pessoas, principalmente na área do saneamento básico, que o Brasil já está muito mais a frente. O que desejamos é que essa visita tenha suprido as curiosidades e dúvidas do grupo de indianos e que possam avançar no saneamento básico do país”, concluiu.

Mais Lidas

To Top