Educação

Cursos da UFU obtém conceito máximo no Enade; Administração e Ciências Contábeis do Campi Pontal estão entre os destaques

Os cursos de Psicologia, Administração e Direito obtiveram conceito máximo no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). No exame, aplicado em 2018, 12 cursos da UFU foram avaliados e oito receberam notas 4 ou 5, ou seja, estão em nível de excelência. 

No chamado conceito Enade, as notas atribuídas vão de 1 a 5. Os cursos de Jornalismo, Ciências Econômicas, Administração (Ituiutaba),  Ciências Contábeis (Ituiutaba) e Relações Internacionais obtiveram conceito 4 na avaliação do Enade. Já Ciências Contábeis (Uberlândia), Design e Serviço Social, receberam nota 3, e Administração Pública, foi o único com conceito 2.

Foram inscritos no Enade 2018, 1.277 estudantes dos cursos de graduação da UFU. Destes, 1.119 realizaram as provas, ou seja, o índice de presença foi de 91,2%.

Confira o desempenho de todos os cursos da UFU no Enade 2018:

Caminhos para o conceito máximo

O curso de Administração é o mais sólido entre os cursos da UFU avaliados em 2018 no Enade. Desde o primeiro exame que participou, em 2006, obtém sistematicamente o conceito máximo (nota 5).   

Para o coordenador do curso, Eduardo Giarola, o resultado é reflexo do direcionamento voltado para a formação profissional. “Há uma preparação do aluno para o mercado durante todo o curso. Temos egressos do curso nas principais empresas do país e até fora. Acredito que a nota no Enade é uma consequência do trabalho desenvolvido durante os cinco anos de curso”. 

Quem também acredita que o desempenho no Enade está atrelado ao percurso do estudante na graduação é a coordenadora do curso de Psicologia, Tatiana Braga. “Não há um estudo específico dirigido ao Enade, pois acreditamos que o desempenho na prova deve ser reflexo do processo formativo como um todo”, explica.

Pelo segunda avaliação seguida o curso de Psicologia obteve nota máxima no Enade, a prioridade agora é manter a qualidade. “Manter ou, de preferência, melhorar as condições estruturais que permitiram o resultado atual em termos de capacitação docente, diversidade de atividades desenvolvidas no âmbito do tripé ensino-pesquisa-extensão, quantidade de professores por aluno, amplitude e consistência do projeto político pedagógico”, analisa Tatiana.

Já o curso de de Direito obteve nas últimas três avaliações, conceito 4, e após 12 anos volta a obter nota máxima na avaliação. Luciana Zacharias Coêlho, coordenadora do curso, avalia que o desempenho dos estudantes está ancorado em uma “formação sólida ao longo de todo o curso, focando não apenas no ensino, mas também na pesquisa e extensão”.  

A interação com a sociedade é apontada por Luciana como um dos destaques do curso. “A Faculdade de Direito vem privilegiando uma formação global e crítica, habilitando seus acadêmicos não apenas para o mercado profissional, mas para fazer a diferença na transformação da realidade social”, explica.

Enade

O Enade foi criado em 2004 e visa mensurar a qualidade dos cursos de graduação com base no desempenho dos estudantes concluintes em avaliação específica, voltada para cada curso. 

A avaliação no Enade considera o desempenho dos estudantes participantes nos itens de Formação Geral (FG) e Componente específico (CE). O número de alunos que compareceram ao exame também é ponderado.

A prova é aplicada anualmente, no entanto, o ciclo de avaliação é trienal. Assim, as áreas de conhecimento são avaliadas a cada três anos. 

Na edição de 2018 os participantes foram os cursos de bacharelados vinculados às Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e graduações de Tecnologia das áreas de Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design.

A provas do Enade são aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)  e faz parte do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O desempenho dos estudantes na prova influencia, além do Conceito Enade, indicadores como o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos (IGC).

A participação no Enade é obrigatória aos estudantes habilitados, ou seja, a ausência injustificada prejudica a obtenção do diploma de conclusão do curso.

Provas do Enade 2019

O cronograma do Enade 2019 prevê para 24 de novembro a data de aplicação das provas. Antes, até o dia 21 de novembro, os estudantes devem preencher o Questionário do Participante.

Participam desta edição os estudantes, ingressantes e concluintes, dos cursos de bacharelado das áreas de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde, Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e de Tecnologias de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e Segurança.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top