Educação

UEMG manifesta apoio à Capes contra cortes no orçamento 2019; pagamento de bolsistas pode ser suspenso

A reitora da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, Lavínia Rosa Rodrigues e o vice-reitor, Thiago Torres manifestaram apoio à Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes) após a divulgação do orçamento previsto para 2019.

Segundo ofício divulgado pelo presidente da Capes, Abilio Neves, ao Ministro de Estado da Educação, Rossieli Soares da Silva, o impacto na pós-graduação do novo orçamento para o ano que vem poderá levar a suspensão de todos os pagamentos de bolsistas de mestrado, doutorado e pós-doutorado a partir de agosto de 2019, atingindo mais de 93 mil discentes e pesquisadores.

Outros setores como a formação de profissionais da Educação Básica serão atingidos e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), o Programa de Residência Pedagógica e o Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) poderão ser interrompidos.

De acordo com a Reitora, Lavínia Rodrigues, a luta é para que se possa manter o orçamento de 2018 para a educação, acrescido da inflação. O vice-reitor, Thiago Torres, complementou informando que caso seja aprovado o novo orçamento, a pesquisa de ponta e os doutorados sanduíches serão afetados corroborando para o desmantelamento da pesquisa e educação no país.

Fonte: UEMG

Tags:
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR