Especial Publicitário

Confira dicas do CFC Ana Paula para o uso da carretinha

O meio do ano é período de férias, diversão, lazer e viagens para a praia, montanha, prainhas de rio do interior e também visita a familiares. Por esta razão, o Pontal em Foco procurou a equipe do Centro de Formação de Condutores – CFC Ana Paula em Ituiutaba que fez um alerta para o uso correto da carretinha.

De acordo com as informações obtidas, a princípio é preciso registrar o reboque, como qualquer outro veículo. É necessário ter o Certificado de Registro de Veículo (CRV), que permite o emplacamento, e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), que é o licenciamento anual e documento de porte obrigatório.

Conforme explicou a equipe de instrutores do CFC Ana Paula, as carretinhas devem ter placa e documentação, além de para-choque traseiro, para-lamas, lanternas, pisca-piscas, freio de estacionamento e faixas refletivas nas laterais e atrás.

Além disso, há especificações como: motoristas com habilitação categoria “B” só podem rebocar carretas com até 3.500 quilos de peso bruto total. Acima disso, e até 6 toneladas, a CNH deve ser da categoria “C”, “D” ou “E”.

Não há cobrança de IPVA nem seguro obrigatório. A única taxa é a de licenciamento. No caso de carretas novas, o proprietário tem até 30 dias para fazer o registro no Detran. O mesmo prazo vale para a transferência de propriedade. Já mudanças de domicílio e de características devem ser informadas imediatamente.

Para mais informações os tijucanos podem se dirigir ao Centro de Formação de Condutores – CFC Ana Paula, situado na esquina da Rua 24 com Avenida 19, n° 1266, no Centro.

Para conhecer mais sobre o CFC acesse a página no Facebook, ligue: (34) 3261-2462 ou fale via WhatsApp (34) 99973-6646.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR