Redação | Comercial

Esportes

Tijucano, Sidney Moraes está de volta ao comando do Boa Esporte

Sidney Moraes assume o Boa Esporte na reta final da Série B (Foto: Akira Onuma/O Liberal)
A missão de Sidney Moraes é livrar a equipe do rebaixamento, que atualmente ocupa o 17º lugar na tabela, a quatro rodadas do fim da Série B.

O ex-jogador e técnico de futebol, Sidney Moraes, acertou nesta semana o retorno ao comando da equipe do Boa Esporte, se apresentou em Varginha, no Sul da Minas, no início da tarde da última quinta-feira, 9, e comandou o primeiro treinamento do Boa, visando o confronto que ocorre neste sábado, 11, às 17h30, contra a equipe do Santa Cruz, no estado do Melão.

“É mais um desafio em minha carreira. Tenho acompanhado bastante a disputa da Série B do Brasileiro e o elenco do Boa é de qualidade. Infelizmente, os resultados não se encaixaram, mas temos todas as condições de fugir dessa situação que o clube se encontra”, disse Sidney Moraes.

História
Ex-volante de São Paulo, Fluminense, Sport e Guarani, tendo atuado também em Portugal e no Oriente Médio, Sidney começou a carreira de treinador justamente no Boa Esporte. Depois de se destacar no clube mineiro, quase levou o Icasa ao acesso na Série B em 2013. No ano seguinte, esteve na Ponte Preta e também passou por Paysandu, Náutico e Vila Nova.
Na temporada 2016/2017, Sidney Moraes optou por ficar em sua cidade natal, Ituiutaba, cuidando de um grande centro de treinamento que ele mesmo construiu.

Grande desafio
A situação do Boa Esporte é bastante complicada. A sequência de oito jogos sem vitória (cinco derrotas e três empates) resultou na saída de Nêdo Xavier. O último resultado positivo foi no dia 26 de setembro, quando bateu o Goiás, por 2 a 0, em Varginha.
Sidney Moraes é primo dos irmãos Rone, Roberto e Rildo Moraes, que dirigem o clube, e chega com a missão de salvar a equipe do rebaixamento. O time atualmente ocupa o 17º lugar na tabela, a quatro rodadas do fim da Série B.

Ex-comandante

Nedo Xavier deixa o comando técnico do Boa Esporte, sendo que agora retorna ao cargo de coordenador de futebol da equipe. O pífio retrospecto do time nas últimas oitos partidas, somando apenas três pontos de vinte e quatro possíveis, foi ponto crucial para definir sua saída.

Nesta temporada, Nedo comandou o Boa Esporte em 27 jogos, com oito vitórias, onze empates e oito derrotas.

Nedo Xavier retorna ao cargo de coordenador técnico (Foto: Régis Melo)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR