conecte-se conosco

Ituiutaba e Pontal

Carta de Chico Xavier é patrimônio cultural de Gurinhatã

Publicado

em

O Departamento de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Prefeitura de Gurinhatã, inventariou como bem cultural a carta de propriedade do Sr. Tobias Ribeiro, recebida do Médium Chico Xavier. É uma carta muito significativa pelo modo como aconteceu o contato entre o Tobias e o mais famoso dos médiuns espíritas do Brasil.
A história, contada pelo próprio Tobias, aconteceu na década de 1960. O Sr. Tobias sempre foi espírita e, nesta época, estava com uma demanda sobre posse de terras, a qual o aborrecia muito. Mas religioso que era, pensou em tomar algum conselho com alguém de sua religião, tendo então a ideia de escrever uma carta para Chico Xavier e receber dele um conselho.
Escreveu então a carta contando todo o seu problema que o afligia. Mas chegando à noite, resolveu queimar a carta, para não colocar nomes de outras pessoas em público. E assim resolveu não enviar mais a carta. Isso foi num domingo.  No outro domingo, o Sr. José Ribeiro, que era chefe da agência do Correio local, notificou o Sr. Tobias sobre uma carta que havia chegado para ele.

Nessa época Tobias morava na Fazenda do Matão e o serviço de Correios era no Distrito de Gurinhatã. Na segunda-feira Tobias foi até à agência de Correios na sede do Distrito, hoje município de Gurinhatã, e para sua surpresa, a carta vinha de Uberaba e era uma carta escrita por Chico Xavier. Quando abriu a carta, recebeu os conselhos de que tanto precisava para resolver os seus problemas. Além da carta, Chico Xavier enviou dois panfletos com mensagens espirituais. A carta foi lida por várias pessoas e, posteriormente, levada até Uberaba para testemunho dos integrantes da religião espírita e de simpatizantes.
De acordo com o Departamento de Educação de Gurinhatã, a equipe de Patrimônio Cultural composta por Cláudio Scarparo Silva e Antônio Cézar da Costa realizaram a pesquisa do envelope da carta com os panfletos, que serão incluídos na lista de bens culturais do município de Gurinhatã.
Esses fatos fazem parte da história do município e merecem sua preservação na avaliação da  equipe, que tem o apoio total da diretora do Departamento, Olésia Martins e do prefeito Wender Luciano.
(Via Ascom)

Ituiutaba e Pontal

Assentamentos Piedade e Arco Iris recebem equipes do PSF de Flor de Minas

Publicado

em

Os Assentamentos Piedade e Arco Iris estão recebendo equipes de Atenção Básica, onde a Prefeitura Municipal de Gurinhatã, através do Departamento de Saúde, tem buscado, constantemente, o atendimento homogêneo para as famílias na zona rural.

A ação tem sido realizada pela equipe do PSF Rural Divino Gonçalves Pereira, de Flor de Minas, que tem como objetivo realizar atendimentos humanizados nas comunidades dos assentamentos e orientá-los com ênfase na saúde preventiva, com palestras educativas, acompanhamento de perto da realidade dos assentados, com interface com a saúde de qualidade.

A ação já foi realizada nos Assentamentos Piedade e Arco Iris. “Ressalta-se que as ações continuaram como forma de abrangência do território, cujo projeto tem sido realizado pela médica Dra. Laís Araújo, enfermeira Andressa Reis, agentes Comunitários de Saúde Rosely, Fernanda, Josiene, Sandra e Renata, assistente Social do NASF Maria José Araújo, e o atendente em saúde Erivar”, informou o coordenador de Atenção Básica, Paulo Vinicius.

(Via Ascom Gurinhatã)

Continue lendo

Ituiutaba e Pontal

Campina Verde terá evento para comemorar o mês das crianças

Publicado

em

A Prefeitura de Campina Verde e a Secretaria Municipal de Assistência Social do município estão promovendo uma tarde de brincadeiras para as crianças. O evento é em alusão ao dia das crianças, comemorado no último dia 12 de outubro.

A festa contará com distribuição de lanches, pipoca, algodão doce, refrigerante, animação de palhaço e brinquedos infláveis. Em Campina Verde a festa vai acontecer no próximo sábado (28) sábado, das 16 às 19 horas em frente o Ginásio Poliesportivo Pedro Caetano de Oliveira, e no domingo dia 29 em Honorópolis, das 17 às 19 horas em frente o Terminal Rodoviário Pedro Martins de Freitas.

(Via Ascom Campina Verde)

Continue lendo

Ituiutaba e Pontal

Grupo Cambuí oferece R$80 milhões por Vale do Paranaíba, mas usina deve ir a leilão

Publicado

em

O Grupo Cambuí ofertou R$80 Milhões pela Usina Sucroalcooleira Vale do Paranaíba, que pertencia ao falido Grupo João Lyra. A usina está instalada no Município de Capinópolis (MG) e não está em atividade deste 2013, quando o grupo que estava em recuperação judicial, decretou falência.
Os juízes Leandro de Castro Folly, Phillippe Melo Alcântara e José Eduardo Nobre Carlos conduziram, nesta segunda-feira (16), audiência para discutir a proposta feita pelo Grupo Cambuí.
Os R$80 milhões ofertados pelo Grupo Cambuí referem-se à 58% do valor da última avaliação da Vale do Paranaíba, que chegou a ser considera a mais moderna usina sucroalcooleira da América Latina. Metade do pagamento seria efetuado à vista e a outra metade paga em cinco anos. A proposta deve ser analisada pelos juízes que estão à frente do processo de falência da Laginha Agroindustrial e até a próxima sexta-feira (20) de outubro.
Para Paulo Scaff,  superintendente da Superbid, empresa encarregada de realizar os leilões dos bens da Massa Falida da Laginha, a proposta de R$ 80 milhões ficou bem abaixo do que a usina vale. Ainda segundo ele, é importante ouvir outras empresas interessadas na compra. “Existem seis possíveis interessados nessa usina. Daí a importância de se realizar o leilão, que é quando todos, em igualdade de condições, podem participar efetivamente e fazer suas ofertas”.
O superintendente disse também que, se a proposta de compra for rejeitada, o leilão da usina pode ocorrer já na segunda quinzena de novembro de 2017. “Esperamos que seja ratificada a venda da usina pelo leilão. Se o Grupo Cambuí quiser fazer uma oferta, que o faça dentro do leilão. O objetivo é trazer o maior número de compradores para que se maximize o preço. Isso trará mais resultados para o falido, credores e todos os envolvidos”, avaliou.
O valor de mercado da usina Vale do Paranaíba chegou a ser estimado em R$ 211 Milhões e a usina Triálcool teve valor estimado em R$ 227 Mi, mesmo sendo cerca de 20 anos mais velha que a Vale. Em uma reunião na Câmara Municipal de Capinópolis em 2016, ao qual o Tudo Em Dia esteve presente, os antigos gestores da ‘Massa Falida’ alegaram que chegou a haver uma proposta de compra da Vale do Paranaíba por R$180 milhões, mas a proposta foi vista como ‘desrespeitosa’ à época.
O Ministério Público de Alagoas também se mostrou favorável a que a usina, localizada no município de Capinópolis (MG), seja vendida por leilão, e não de maneira direta. “A proposta de venda direta é possível, mas precisa ser manifestamente vantajosa, o que a meu ver não é. O posicionamento do MP é pela realização do leilão, que é uma modalidade mais transparente”, destacou a promotora de Justiça Eloá de Carvalho Melo.
A processo de falência do Grupo Laginha Agro Industrial S/A – que era controlada pelo usineiro e ex-deputado João Lyra – foi decretado em 20 de Agosto de 2013.
(Via Tudo em Dia)

Continue lendo

+ lidas