conecte-se conosco

Ocorrências

Após denúncia anônima, homem é preso por criar macaco-prego em sua própria residência em Uberlândia

Publicado

em

Foto: PMMG

A Polícia Militar de Meio Ambiente em Uberlândia nesta sexta-feira, 22, após receber denúncia anônima, prendeu um homem de 25 anos e com ele apreendeu um animal silvestre da espécie macaco-prego. O fato ocorreu na Rua Pedro Pereira Silva, no Bairro Minas Gerais.

Conforme o Boletim de Ocorrência, PMs compareceram ao local da denúncia onde o denunciado foi informado do teor da denúncia. Ele autorizou a entrada dos militares no interior do imóvel para a devida fiscalização e verificação da veracidade dos fatos contidos na denúncia.

Foi verificado que o autor mantém no interior da casa a quantidade de nove cães de raças variadas, sendo que havia água e comida disponíveis aos animais e não foi constatado nenhum indício de maus-tratos contra os cães. Os PMs também notaram que o autor efetuava a lavagem da garagem da casa quando estava sendo carreado para a calçada e via pública fezes dos animais e pelos e o material escorria pela rua, causando extremo mau cheiro e risco à saúde dos moradores vizinhos.

A denúncia afirmava que o abordado mantinha em sua casa um animal da fauna silvestre brasileira da espécie macaco prego, com relatos de que animal se tornou um grande incômodo para os vizinhos, tendo em vista que ele adentra nas casas vizinhas, provocando danos em bens materiais e ainda defecando no interior das casas.

A equipe solicitou ao autor a documentação que acobertasse a posse do animal (macaco), sendo apresentada uma nota fiscal emitida em 15/11/2017, constando o endereço da nota na Linha Perau das Flores s/n, Xanxerê-SC. Ele também apresentou uma guia de trânsito que faltava a parte de cima onde consta a data de emissão 14/09;2017, ou seja, data anterior a emissão da nota fiscal. Também foi apresentado uma guia de trânsito animal, emitida pelo governo do estado de São Saulo, com data de emissão em 14/09/2017, ou seja, também com data anterior a emissão da nota fiscal.

Diante dos indícios de falsificação dos documentos e dos fatos, a PM deslocou juntamente com o denunciado para a sede do Ibama em Uberlândia, onde o analista ambiental, após verificar a documentação e o animal apresentado, afirmou não haver registro de nascimento e transferência do animal e do criadouro constante na nota fiscal para o proprietário. No criadouro não foi registrado nascimento de nenhum animal com a numeração constante no chip relatado na nota fiscal. A nota fiscal de origem do animal é do estado de Santa Catarina, entretanto a guia tem origem no estado de São Paulo, o que demonstra que a documentação que acoberta o animal é inidônea.

O autor foi preso em flagrante delito por crime ambiental, bem como, pelo crime de uso de documento público e documento particular (nota fiscal) falsificado. Ele foi informado de seus direitos constitucionais e conduzido ao UAI do Bairro Tibery onde passou por atendimento médico, sendo em seguida apresentado na delegacia de Polícia Civil.

O animal foi apreendido, encaminhado e entregue ao setor de animais silvestres do hospital veterinário da Universidade Federal de Uberlândia, onde ficará de forma provisória até que os agentes públicos do IEF e Ibama viabilizem a destinação adequada.

Ocorrências

Suspeito por homicídio em Chaveslândia é preso em Ituiutaba

Publicado

em

Foto: PMMG

No último sábado, 4 de Abril de 2020, após ocorrer um homicídio no distrito de Chaveslândia, em loteamento, conforme informou o Pontal em Foco, situação na qual um indivíduo desferiu golpes de machado contra o amásio de sua genitora, levando-o a óbito, as equipes da Polícia Militar de Minas Gerais iniciaram diligências para localizar o suspeito.

Segundo consta, o indivíduo após discutir com seu padrasto por causa de sua mãe, desferiu cerca de quatro golpes de machado na vítima e evadiu logo em seguida.

As diligências visando localizar o suspeito seguiram durante a madrugada até que os militares identificaram uma pessoa que estaria homiziando o suspeito em uma residência em Ituiutaba, local em que ele foi identificado e preso em flagrante delito, sendo apresentado logo em seguida a autoridade policial de plantão.

Trata-se de um homem de 30 anos. A PMMG apreendeu um machado, uma faca e R$ 1.220,00.

Após agredir mulher, homem é morto com golpes de machado em rancho próximo de Chaveslândia

Continue lendo

Ocorrências

Após agredir mulher, homem é morto com golpes de machado em rancho próximo de Chaveslândia

Publicado

em

Um homicídio foi registrado na noite deste sábado, 4, na zona rural, nas proximidades de um rancho, próximo do distrito de Chaveslândia.

A Polícia Militar de Minas Gerais foi acionada e no local da ocorrência confirmou o óbito de um indivíduo do sexo masculino.

Conforme informações preliminares, o autor do homicídio seria filho da companheira do homem morto. Ele teria agredido a mulher, sendo que seu enteado, não suportando presenciar tal ato, se apossou de um machado e desferiu pelo menos cinco golpes em sua cabeça.

Após golpear o padastro, o homem fugiu do local. A PMMG iniciou rastreamentos no sentido de localiza-lo.

Denúncias podem ser feitas via 190 ou pelo DDU 181, de forma anônima.

Continue lendo

Ocorrências

34 bovinos furtados em Prata são recuperados em Goiatuba após intenso trabalho da PCMG

Publicado

em

Foto: PCMG

Uma ação conjunta da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e da Polícia Civil de Goiás resultou na recuperação de 34 animais furtados de uma fazenda localizada no município de Prata, Triângulo Mineiro. O gado foi encontrado, cinco dias depois depois, em uma propriedade rural de Goiatuba (GO). As 32 vacas, um boi e um bezerro foram restituídos à vítima.

De acordo com o delegado Elifaz de Souza Ferreira Uehaara, responsável pelo inquérito policial, o crime ocorreu na madrugada de 28 de março. O cadeado da porteira foi estourado e os animais colocados em uma carreta. “Até o momento, identificamos três suspeitos do furto e um recrutador em Goiás”, informou. Ele acredita que os investigados podem estar envolvidos em outros delitos do tipo praticados na região.

Após dois dias de intenso trabalho investigativo, a PCMG chegou ao destino do gado furtado. Posteriormente, com a cooperação da Polícia Civil de Goiás, foi realizada a operação policial em Goiatuba. As investigações prosseguem na Delegacia de Polícia Civil em Prata para a completa apuração dos fatos.

Os levantamentos iniciais contaram com a colaboração da equipe da Delegacia Rural em Uberlândia. Já a intervenção no estado de Goiás teve o apoio de policiais civis da Delegacia de Monte Alegre de Minas.

Continue lendo

+ lidas