conecte-se conosco

Ocorrências

Cobra é capturada pelos bombeiros em Ituiutaba

Publicado

em

Na manhã do último domingo, 16 de fevereiro, o 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais em Ituiutaba foi acionado para realizar a captura de uma serpente na Rua João Mizael Franco, Bairro Marcondes.

De acordo com o solicitante, ele transitava pela rua quando se deparou com a serpente.

O cidadão ligou para os bombeiros que prontamente foram ao local da ocorrência. Aplicando técnicas de salvamento terrestre, os militares realizaram a captura segura do animal, devolvendo-o ao seu habitat.

Ao contrário do imaginário popular, as jibóias não são cobras peçonhentas, ou seja, não possuem presa inoculadora de veneno. Elas não são naturalmente agressivas ao homem, pelo contrário, estas cobras geralmente evitam a presença humana.

Quando se sentem ameaçadas ou acuadas é que as jibóias se colocam em posição de defesa, e podem expirar o ar dos pulmões com força produzindo um ruído característico, conhecido como “o bafo da jibóia”, que não é tóxico, e nem causa manchas na pele do homem.

O Corpo de Bombeiros orienta a população para realizar o chamado via 193 quando se depararem com animais silvestres, para que seja realizada a captura segura do animal.

Ocorrências

Disseminação de notícias falsas pode levar à prisão

Publicado

em

Foto: Reprodução

Você sabia que espalhar notícias falsas é contravenção penal? As chamadas “fake news” podem, sim, gerar responsabilização penal, configurando a infração de “provocar alarme falso” (artigo 41 da Lei das Contravenções Penais). O responsável pode pegar pena de 15 dias a seis meses de prisão ou multa.

Na última terça-feira (31/03), por exemplo, a denúncia de que um indivíduo teria registrado um vídeo que supostamente mostrava o desabastecimento de alimentos na Central Estadual de Abastecimento (Ceasa), em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte – caso que teve repercussão nacional – , levou a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) a apurar o delito, culminando na identificação e qualificação do suspeito.

Nos próximos dias, o responsável deve ser ouvido na delegacia acompanhado do advogado. “Infelizmente, em tempos de crise como a atual pandemia, muita solidariedade se dissemina, mas também temos problemas como as notícias falsas, que só prejudicam a sociedade”, ponderou o Chefe do 2º Departamento de Polícia Civil em Contagem, Delegado-Geral Rodrigo Bustamante.

Conforme apurações, a PCMG constatou que possivelmente o vídeo foi gravado durante horário de higienização do Ceasa ou quando não havia comercialização de produtos em andamento. Por meio de imagens de segurança, a Polícia Civil conseguiu identificar o momento em que o indivíduo gravava o vídeo, bem como o veículo que ele utilizou para chegar ao local. A partir dessas ações, a PCMG, por fim, identificou o suspeito, um trabalhador autônomo de 41 anos, que já foi intimado a prestar esclarecimentos perante a Polícia Civil. O homem não possui antecedentes criminais.

A tipificação exata do crime dependerá do andamento das investigações para ser definida. Inicialmente, o indivíduo deve responder pela contravenção de provocar alarme falso. “A depender da gravidade dos fatos, que podem levar ao desdobramento de nova investigação, o suspeito pode incorrer inclusive em crimes mais graves. Ainda estamos apurando”, adiantou o Delegado responsável pelo inquérito, Saulo de Tarso.

“O que nos chamou a atenção durante as apurações é que o lugar onde o vídeo foi gravado situa-se em um local do Ceasa conhecido como ‘a pedra’, onde os comerciantes fazem a negociação de verduras, frutas e diversos alimentos. Esse comércio começa de madrugada, por volta das 2h30 e vai até as 23h. Fora esse período, o local fica vazio, o que teria sido aproveitado pelo suspeito para a gravação do vídeo”, comentou o Delegado Regional em Contagem, Luciano Guimarães.

Bustamante ressaltou que as hipóteses levantadas de que a divulgação do vídeo serviria ao propósito de gerar uma possível instabilidade política e/ou econômica dependem do andamento do inquérito. “Ainda não descartamos nenhuma hipótese. Caso sejam comprovadas outras práticas criminais mais graves, o suspeito será devidamente responsabilizado”, finalizou.

Continue lendo

Ocorrências

Dupla é presa pela PMMG em Centralina com trator furtado no MS, arma de fogo e dinheiro

Publicado

em

Foto: PMMG

A Polícia Militar de Minas Gerais em Centralina na noite da última quarta-feira, 1° de abril, por volta das 22h30, recebeu uma informação da localização de um trator, que possivelmente poderia ser produto de crime. A informação dava conta da localização em tempo real, da movimentação do maquinário.

De imediato, a PMMG deslocou até o local indicado, na zona rural, onde após abordagens aos suspeitos, e posteriores diligências, foram recuperados veículos produtos de crime e apreendidos objetos ilícitos.

A PMMG recuperou um trator da marca John Deere, cor verde, furtado no município de Paraíso das Águas-MS, em 30 de março de 2020, e apreendeu um revólver calibre 38, municiado com seis munições, um veículo GM/Corsa, utilizado pelos suspeitos e R$ 942,00 (novecentos e quarenta e dois reais). Dois homem, maiores de idade, foram presos.

 

Continue lendo

Ocorrências

CBMMG resgata gata e filhotes de sótão em residência no Universitário em Ituiutaba

Publicado

em

Foto: CBMMG

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais em Ituiutaba foi acionado na última quarta-feira, 1º de abril, para resgatar uma ninhada de gatos que estava no telhado de uma casa no Bairro Universitário. Segundo o solicitante, uma gata havia dado luz no sótão de sua residência e ele podia ouvir os filhotes miando em sua laje.

Ao chegar no local, após acessar o telhado da casa, os militares destelharam uma parte da casa para acessar o sótão. Adentrando no recinto foi possível verificar que havia uma gata com cinco filhotes. Os filhotes foram retirados do desvão e entregues ao solicitante, que se responsabilizou como tutor deles e da mãe.

O Corpo de Bombeiros orienta, sempre que houver animais em risco, o acionamento deve ser feito via 193. Preferencialmente os animais adotados devem ser castrados e nunca se deve abandonar animais de estimação, pois constitui crime tipificado no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (9.605/98), sob pena de prisão e multa.

Continue lendo

+ lidas