Ocorrências

Couro de jacaré e pescado proibido para venda na piracema são localizados em comércio de Araguari; autuação foi de mais de R$ 6 mil

A Polícia Militar de Meio Ambiente em Araguari na última quarta-feira, 5 de dezembro, foi acionada pelos fiscais do Procon e por servidores do Ministério Público de Minas Gerais para comparecer em um supermercado na cidade de Araguari, onde estava  ocorrendo uma fiscalização em conjunto com os fiscais da Vigilância Sanitária Municipal, na revenda varejista e no açougue de um estabelecimento.

Após chegar ao local, os militares verificaram que estava armazenado em um freezer parte de animal da fauna silvestre nativa (couro de jacaré) sem a devida permissão, licença ou autorização do órgão ambiental.

Além disso, os militares verificaram também 65, 800 quilos (sessenta e cinco quilogramas e oitocentos gramas) de pescado de espécies nativas protegidas no período da piracema, sem autorização do órgão competente.

Foi realizada a prisão em flagrante delito do autor em função de ter infringido a legislação ambiental em vigor. Também foi verificado a utilização e consumo, em forno de padaria, de produtos e subprodutos da flora nativa ou plantada sem o respectivo cadastro no órgão ambiental competente.

Foram lavrados quatro autos de infração em decorrência dos ilícitos administrativos, totalizando o valor de 1.888 UFEMG, que em reais correspondente a R$ 6.138,64.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR