Ocorrências

Credores da massa falida das usinas Triálcool e Laginha bloqueiam BR-365 em protesto

Credores da massa falida bloqueiam rodovia BR-365 em Ituiutaba; veja informações em tempo real

Publicado por Pontal em Foco em Segunda, 7 de maio de 2018
O trânsito foi liberado por volta de 9h e segue normalmente

Durante a manhã desta segunda-feira, 7, por volta de 7h, ex-funcionários das usinas Laginha em Capinópolis, e Trialcool em Canápolis iniciaram manifestação na rodovia BR-365, em Ituiutaba.

A pista foi bloqueada nos dois sentidos por cerca de 100 manifestantes, munidos com cartazes, faixas e apitos.

O Pontal em Foco esteve no local e falou com um dos organizadores do movimento, Willian Geraldo de Alcântara (Willian Quiabo), que é um dos credores da massa falida da usina Triálcool, e trabalhava como destilador. Ele explicou que o objetivo é reivindicar pelos direitos trabalhistas que estão atrasados há mais de quatro anos. “Queremos cobertura da imprensa, no sentido de que nossas reclamações cheguem até as autoridades competentes no estado de Alagoas, para que assim sejam liberado o dinheiro devido a nós”, disse.

Segundo Willian, existe nas contas da administradora da massa falida cerca de R$ 88 milhões, sendo que em junho um valor de mais de R$ 50 milhões deve ser depositado, totalizando mais de R$ 140 milhões. “Esse valor chega a 50 por cento do valor devido a nós, e já poderia ter sido pago aos credores”, contou.

De acordo com os manifestantes, várias famílias das cidades da região estão em grandes dificuldades por conta do impasse no recebimento dos valores.

Sobre a proposta da administradora da massa falida de pagar cinco salários mínimos, o líder informou que os advogados e juízes dos Tribunal de Justiça de Minas Gerais entraram com impugnação para evitar a execução da proposta.

O manifesto cobra o administrador da massa falida, José Luiz Lindoso, por reter o dinheiro já deposita na conta da massa.

Segundo os organizadores, cerca de 10 mil pessoas das cidades da região são credores trabalhistas das duas usinas. 

A expectativa é que o movimento seja encerrado nas próximas horas, após cobertura da imprensa local.

Estão autorizados a passar pelo bloqueio ambulâncias e veículos oficiais.

A Polícia Militar esteve no local, onde uma extensa fila de veículos foi formada em ambos os sentidos.

O trânsito foi liberado por volta de 9h, após cumprido o objetivo do manifesto e a chegada da Polícia Rodoviária Federal – PRF.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR