conecte-se conosco

Ocorrências

Delegado fala sobre megaoperação em combate comércio clandestino de peças automotivas; ações também ocorreram em Ituiutaba

Publicado

em

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou na manhã desta quinta-feira (19), a Megaoperação Mosaico, com o objetivo de combater desmanches e comércio clandestino de peças usadas de veículos. Cerca de 900 policiais civis foram empenhados em mais de 140 cidades, coibindo a atuação de empresas em desacordo com a Lei Federal 12.977/2014, conhecida como “Lei do Desmonte”.

A “Lei do Desmonte”, regulamentada no estado em 2017, tem como principal objetivo inibir furto, roubo e receptação de veículos, por meio da comprovação de origem das peças que chegam até o consumidor final. Para continuarem operando, as empresas de desmontagem, reciclagem e comércio de peças usadas devem ser credenciadas pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), comprovando regularidade fiscal, estrutura mínima para a realização dos serviços e descarte controlado de óleos e fluídos. Os desmanches clandestinos são os grandes alvos dessa operação. Muitos desses estabelecimentos podem estar recebendo os veículos roubados ou furtados e desmanchando para vender as peças.

Assista à entrevista no vídeo acima!

Os estabelecimentos fiscalizados durante a operação Mosaico terão um prazo de 30 dias para a regularização. Se além da falta de credenciamento os policiais civis encontrarem peças de veículos sem procedência, configurando prática criminosa, os proprietários dos desmanches clandestinos poderão responder criminalmente. 

Em Ituiutaba a PCMG esteve em quinze estabelecimentos e realizou os procedimentos cabíveis.

A operação 

Na arte denominada Mosaico, as peças são reunidas e encaixadas de forma a construir uma imagem. A ideia do nome da operação surgiu em alusão às peças que, assim como no mosaico, são minuciosamente encaixadas na montagem de um veículo.

Ocorrências

Suspeito por homicídio em Chaveslândia é preso em Ituiutaba

Publicado

em

Foto: PMMG

No último sábado, 4 de Abril de 2020, após ocorrer um homicídio no distrito de Chaveslândia, em loteamento, conforme informou o Pontal em Foco, situação na qual um indivíduo desferiu golpes de machado contra o amásio de sua genitora, levando-o a óbito, as equipes da Polícia Militar de Minas Gerais iniciaram diligências para localizar o suspeito.

Segundo consta, o indivíduo após discutir com seu padrasto por causa de sua mãe, desferiu cerca de quatro golpes de machado na vítima e evadiu logo em seguida.

As diligências visando localizar o suspeito seguiram durante a madrugada até que os militares identificaram uma pessoa que estaria homiziando o suspeito em uma residência em Ituiutaba, local em que ele foi identificado e preso em flagrante delito, sendo apresentado logo em seguida a autoridade policial de plantão.

Trata-se de um homem de 30 anos. A PMMG apreendeu um machado, uma faca e R$ 1.220,00.

Após agredir mulher, homem é morto com golpes de machado em rancho próximo de Chaveslândia

Continue lendo

Ocorrências

Após agredir mulher, homem é morto com golpes de machado em rancho próximo de Chaveslândia

Publicado

em

Um homicídio foi registrado na noite deste sábado, 4, na zona rural, nas proximidades de um rancho, próximo do distrito de Chaveslândia.

A Polícia Militar de Minas Gerais foi acionada e no local da ocorrência confirmou o óbito de um indivíduo do sexo masculino.

Conforme informações preliminares, o autor do homicídio seria filho da companheira do homem morto. Ele teria agredido a mulher, sendo que seu enteado, não suportando presenciar tal ato, se apossou de um machado e desferiu pelo menos cinco golpes em sua cabeça.

Após golpear o padastro, o homem fugiu do local. A PMMG iniciou rastreamentos no sentido de localiza-lo.

Denúncias podem ser feitas via 190 ou pelo DDU 181, de forma anônima.

Continue lendo

Ocorrências

34 bovinos furtados em Prata são recuperados em Goiatuba após intenso trabalho da PCMG

Publicado

em

Foto: PCMG

Uma ação conjunta da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e da Polícia Civil de Goiás resultou na recuperação de 34 animais furtados de uma fazenda localizada no município de Prata, Triângulo Mineiro. O gado foi encontrado, cinco dias depois depois, em uma propriedade rural de Goiatuba (GO). As 32 vacas, um boi e um bezerro foram restituídos à vítima.

De acordo com o delegado Elifaz de Souza Ferreira Uehaara, responsável pelo inquérito policial, o crime ocorreu na madrugada de 28 de março. O cadeado da porteira foi estourado e os animais colocados em uma carreta. “Até o momento, identificamos três suspeitos do furto e um recrutador em Goiás”, informou. Ele acredita que os investigados podem estar envolvidos em outros delitos do tipo praticados na região.

Após dois dias de intenso trabalho investigativo, a PCMG chegou ao destino do gado furtado. Posteriormente, com a cooperação da Polícia Civil de Goiás, foi realizada a operação policial em Goiatuba. As investigações prosseguem na Delegacia de Polícia Civil em Prata para a completa apuração dos fatos.

Os levantamentos iniciais contaram com a colaboração da equipe da Delegacia Rural em Uberlândia. Já a intervenção no estado de Goiás teve o apoio de policiais civis da Delegacia de Monte Alegre de Minas.

Continue lendo

+ lidas