conecte-se conosco

Ocorrências

Mulher asfixia gestante, retira bebê com uma faca e se passa pela mãe em Uberlândia

Publicado

em

Um crime bárbaro chocou a cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, na última terça-feira (5). Uma jovem de 18 anos, grávida de 8 meses, foi morta asfixiada, teve a barriga cortada e o filho arrancado do corpo, supostamente por uma mulher de 38 anos e pelo seu marido, de 34 anos.
Segundo o tenente da Polícia Militar Givanildo Graciano, o crime foi denunciado pelo próprio filho do casal suspeito de cometer o homicídio. Sem saber de nada, o jovem teria chegado em casa e visto marcas de sangue em um colchão nos fundos da residência, que estava sendo usado para enrolar o corpo da gestante. Ao perceber isso, ele então acionou a polícia.
A perícia esteve no local e constatou que a mulher estaria grávida e teria sido morta asfixiada, tendo posteriormente o corpo aberto e o bebê arrancado.
Paralelamente a isso, a suspeita do crime acionou a emergência do hospital da cidade alegando que teria dado à luz a uma criança no meio da rua. Ela, que estava com seu marido, foi socorrida por uma ambulância e levada para o hospital da cidade.
Segundo o tenente, ao chegar no hospital, a criança foi levada para a emergência, com uma parada cardiorrespiratória, onde foi reanimada. Após isso, a suspeita, se passando pela mãe da criança, foi atendida por uma equipe de médicos, que atestou após exames ser impossível que ela tivesse dado à luz à criança nesta terça.
De acordo com Graciano, depois de a equipe médica desconfiar da versão da mulher, a PM foi acionada e, já com os detalhes do homicídio ocorrido na casa da falsa mãe, pressionou a mulher, que acabou confessando o crime. Ela disse que usou uma faca para abrir a barriga da gestante e usou as mãos para asfixiá-la.
Além de se passar por gestante, a falsa mãe ainda teria usado o sangue da vítima em seu próprio corpo para tentar dar realismo à falsa história do parto normal.

Gabrielle Barcelos tinha 18 anos e estava grávida de 8 meses (Foto: Reprodução/Facebook)


Segundo relato de testemunhas à PM, o casal de suspeitos morava perto da vítima, no bairro Monte Hebron, e já havia aliciado a jovem por diversas vezes, dizendo que queria ajudá-la com enxovais. Uma das prováveis causas para o crime, segundo o tenente Graciano, é que a suspeita supostamente teria perdido um bebê de quatro meses de gestação há pouco tempo e queria colocar outro no lugar.
O casal foi preso e levado para a delegacia da cidade. Já a criança, que é uma menina, tem o quadro de saúde estável e requer cuidados especiais por ter nascido de maneira forçada e pré-matura.
Fonte: Hoje em Dia
 

Ocorrências

Homem é preso por receptação após comprar moto furtada em Ituiutaba; veículo foi encontrado em Perdilândia

Publicado

em

Foto: PMMG

A Polícia Militar de Minas Gerais em Ituiutaba na última segunda-feira, 30, às 15h, recuperou no Bairro Setor Sul, um veículo produto de crime. PMs prenderam um suspeito que havia adquirido uma motocicleta furtada. A moto foi localizada no distrito de Perdilândia.

A PMMG realizou levantamentos e recebeu informações de que o suspeito, homem de 45 anos, havia adquirido uma motocicleta furtada em Ituiutaba no dia 14 de março de 2020 e a levado para o distrito de Perdilândia, município de Santa Vitória. Diligências foram realizadas naquela localidade e a motocicleta foi encontrada e recuperada.

Foram feitas diligências também em Ituiutaba e o suspeito, receptador, foi localizado e preso. Trata-se de uma motocicleta Honda/Fan CG 125, de cor vermelha. O suspeito foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil e deixado à disposição da justiça.

Denúncias podem ser feitas via 190 ou pelo DDU 181, de forma anônima.

Continue lendo

Ocorrências

Em novas ações, PCMG prende mais dois suspeitos por homicídio após espancamento em Ituiutaba

Publicado

em

Mais dois dos cinco envolvidos em um homicídio ocorrido no dia 12 de fevereiro, em Ituiutaba, foram presos pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). As prisões foram realizadas por meio de mandados de prisão preventiva, cumpridos na sexta-feira (27) e no sábado (28).

O homem, que foi preso no sábado (28), é suspeito de ser o principal agressor contra a vítima. Segundo apurado, ele teria desferido diversos chutes e socos na cabeça da vítima, enquanto ela já estava desmaiada, o que levou à inconsciência do agredido.

As investigações prosseguem, pois ainda há um suspeito, com mandado de prisão em aberto, a ser localizado e preso.

O crime

A PCMG já havia cumprido, na última quinta-feira (26), mandados de prisão preventiva contra dois dos suspeitos de cometerem o homicídio.

A vítima foi espancada brutalmente pelos suspeitos e, após permanecer internada no hospital, veio a óbito por traumatismo craniano devido às agressões sofridas.

No dia do crime, a vítima estava com alguns amigos no Posto Universitário, onde, após desentendimento com os envolvidos, chegou a ficar inconsciente depois de ser agredida por motivo desproporcional ao que estavam discutindo.

O inquérito policial que apura o crime foi concluído, e os suspeitos foram indiciados.

PCMG prende dupla suspeita de participar de homicídio em posto de combustíveis em Ituiutaba

Continue lendo

Ocorrências

Criança é estuprada em residência de Iturama; caso foi registrado pela PMMG

Publicado

em

Um caso de estupro de vulnerável foi registrado pela Polícia Militar de Minas Gerais em Iturama. O fato teria ocorrido na segunda-feira, 23 de março, contudo, os pais da criança somente souberam dos acontecimentos e noticiaram os fatos à PMMG no último sábado, 28.

Conforme a PMMG, os pais da criança, uma menina de 11 anos, relataram que o crime ocorreu na manhã do dia 23 de março, quando a criança estava sozinha em casa e o suspeito, homem de 18 anos, chegou na residência e teria pedido água para tomar.

Ainda segundo os relatos, a vítima, por conhecer o individuo há muitos anos, permitiu que ele entrasse na residência para tomar água, porém, ela relatou que ele a pegou pelo braço e a levou para o quarto, onde tirou suas roupas e lá realizou a conjunção carnal. Por medo, a criança não teria informado aos pais sobre o crime no dia dos fatos, tendo coragem de falar somente na data do registro da ocorrência.

O indivíduo denunciado ainda não foi localizado, porém, os pais foram orientados sobre todas as providências que devem tomar.

Continue lendo

+ lidas