Redação | Comercial
Ocorrências

Suspeitos de sequestrar, torturar e matar homem na zona rural de Campina Verde são presos pela PC

 

Um crime brutal, que chamou a atenção da população de Ituiutaba, foi esclarecido pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em pouco mais de um mês, resultando na prisão de quatro suspeitos de sequestro, tortura e homicídio qualificado contra Cleiton Ferreira da Silva, 41 anos. Os mandados de prisão temporária foram cumpridos pela equipe na quinta-feira (17). São acusados dos delitos José Rodrigues dos Santos, 31 anos, Sergio Humberto Martins Ferreira de Souza, 27, Gabriel da Silva, 31, e Nivaldo Fernandes de Oliveira Júnior, 26.

Os fatos ocorreram no dia 5 de julho deste ano. De acordo com os levantamentos da PCMG, a vítima foi retirada de sua residência, amarrada e vendada, e colocada no interior de um veículo Gol de cor preta, por quatro indivíduos armados, com destino à propriedade rural de Cleiton, em Campina Verde, município que fica a 85 quilômetros de Ituiutaba. “Os investigados permaneceram com Cleiton por mais de 12 horas. Nesse período, ele foi brutalmente torturado e, depois, efetuaram mais de 12 disparos de arma de fogo contra a cabeça da vítima”, conta o delegado Carlos Antônio Fernandes, responsável pela investigação.

O corpo de Cleiton foi encontrado no dia seguinte, em uma estrada vicinal de Campina Verde. Segundo Fernandes, a motivação do crime está relacionada ao tráfico de drogas. As apurações apontam que a vítima estava armazenando entorpecentes oriundos de Mato Grosso do Sul em seu sítio e que houve dois extravios do produto. “Os proprietários da droga descobriram que Cleiton teria envolvimento em uma das subtrações e contrataram os executores. A vítima foi torturada para prestar informações e acreditamos que eles conseguiram parte do material. Depois de alcançarem o que queriam, Cleiton foi executado”, explica o delegado ao dizer que as investigações continuam para a identificação dos mandantes.

Inquérito robusto

Apresentação dos acusados de seqüestro, tortura e homicídio em Ituiutaba

Publicado por Pontal em Foco em Sexta, 18 de agosto de 2017

O delegado Carlos Fernandes destaca que o inquérito policial conta com mais de 500 páginas e possui muitas provas técnicas. “Foi um crime bárbaro e de difícil elucidação, que conseguimos concluir em um curto período”, observa. As investigações foram conduzidas pela Polícia Civil em Ituiutaba, com apoio das delegacias regionais de Iturama e Uberlândia na realização de perícias legais e outras diligências investigativas, culminando com as prisões dos investigados.

Os suspeitos têm antecedentes criminais por envolvimento em roubo, porte ilegal de arma de fogo e receptação. Dois deles são de Ituiutaba e um é de Uberlândia. Um deles foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal, dois dias após a execução de Cleiton, com quatro pistolas e um revólver, possivelmente utilizados no crime. Já outro, também foi preso em uma operação da PCMG em Uberlândia, no dia 13 de julho, por posse ilegal de arma de fogo e produtos furtados. Os quatro investigados foram encaminhados ao Sistema Prisional e estão à disposição da Justiça.

(Via Ascom)

Leia mais sobre o caso:

Produtor Rural é sequestrado em Ituiutaba

Família confirma que corpo encontrado é de produtor rural sequestrado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR