conecte-se conosco

Ocorrências

Veja detalhes do caso bárbaro de morte de grávida para roubo do bebê em Uberlândia

Publicado

em

Aline Roberta Fagundes, de 37 anos, tem dois filhos, de 8 anos e 14 anos, mas queria ter mais um, o primeiro com o namorado com quem se relacionava há dez meses. Para isso, fingiu uma gravidez por quase nove meses e disse que o parto estava marcado para esta quinta (7), às 14h30. Dois dias antes, porém, ela matou uma mulher grávida e fez uma “cesárea” nela para roubar o bebê, usando técnicas que aprendeu vendo vídeos no YouTube.
A dinâmica desse crime cruel foi apresentada na quarta-feira (6) pela Polícia Civil de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde tudo aconteceu. Gabrielle Barcelos Silva, de 18 anos, que estava grávida de 8 meses, foi encontrada morta na tarde de terça-feira (5), no bairro Residencial Monte Hebron, um conjunto de casas da cidade.
Tudo planejado
Ela e sua mãe moravam quase ao lado da casa de Aline. As duas não eram amigas, mas a suspeita disse à polícia que há meses observava a gravidez de Gabrielle. Na manhã de terça-feira, ela resolveu chamar a vítima até sua casa com a desculpa de doar umas roupas de bebê. No local, ofereceu suco e café com doses pesadas de um tranquilizante.
Gabrielle bebeu o café e perdeu a consciência. “Aline disse que matou a jovem por asfixia antes de fazer a cesárea. Mas o laudo apontou que a morte foi provocada por hemorragia aguda durante ou depois do parto”, disse o delegado Rafael Herrera.
O bebê é uma menina, que logo após o parto apresentou dificuldades de respirar. De acordo com as investigações, Aline ligou para o namorado e disse que o bebê tinha nascido. Todos foram para o hospital, onde médicos perceberam que Aline não tinha sinais de pós-parto.
O crime começou a ser desvendado quando o filho de 14 anos de Aline chegou da escola e encontrou a casa toda ensanguentada. Ele seguiu o rastro de sangue e achou o corpo em uma valeta no quintal. Aline teria confessado o crime e foi presa.
Flagrante
Aline Roberta Fagundes foi ouvida e autuada por homicídio qualificado, aborto e ocultação de cadáver. Ela foi encaminhada para o Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia.

Ação de namorado é apurada

Em depoimento à Polícia Civil, Aline Roberta Fagundes apresentou ao menos quatro versões para o crime. Em todas, porém, disse que o namorado sabia de tudo e tinha incentivado o assassinato e o roubo do bebê. No entanto, o delegado Rafael Herrera contou ter elementos para acreditar que o homem é inocente.
“Ele não estava no local do crime e acreditava que ela estava grávida, assim como a família dele e a família dela”, argumentou o delegado. Herrera salientou, porém, que as investigações continuam.
Em estado grave na UTI
Enquanto contava sobre o ‘nascimento’ da filha para o namorado, pelo telefone, Aline percebeu que ela não conseguia respirar. O homem, que chegou primeiro ao hospital, colocou a mulher em contato com um enfermeiro, que deu orientações de reanimação. O bebê foi internado e, até quarta-feira à noite, seguia em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva.
Relacionamento doentio
Aline Roberta Fagundes mantinha o relacionamento amoroso há dez meses. No início, ela teria mentido sobre um câncer para sensibilizar e segurar o namorado. Depois, disse que estava grávida de gêmeos e, durante a ‘gestação’, alegou ter perdido as crianças espontaneamente. Mas voltou atrás na mentira, e disse que só um dos bebês havia morrido.
Jovem é sepultada
O corpo de Gabrielle Barcelos Silva foi sepultado na quarta-feira. De acordo com a polícia, ela estava grávida de um rapaz de 16 anos e morava com familiares no Residencial Monte Hebron. Já a suspeita Aline Roberta Fagundes morava com os dois filhos. O mais novo, de 8 anos, tem problemas mentais. O namorado de Aline não tem filhos, segundo a polícia.
Fonte: O TEMPO

Ocorrências

PCMG prende dupla suspeita de participar de homicídio em posto de combustíveis em Ituiutaba

Publicado

em

A Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu, nesta quinta-feira (26), mandados de prisão preventiva contra dois dos cinco suspeitos de cometerem um homicídio, ocorrido no dia 12 de fevereiro, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro.

A vítima foi espancada brutalmente pelos suspeitos e, após permanecer internada no hospital, veio a óbito por traumatismo craniano devido às agressões sofridas.

No dia do crime, a vítima estava com alguns amigos em um posto no cruzamento da Avenida 17 com José João Dib, no Centro, onde, após desentendimento com os envolvidos, chegou a ficar inconsciente depois de ser agredida por motivo desproporcional ao que estavam discutindo.

O inquérito policial que apura o crime foi concluído, e os suspeitos foram indiciados. As investigações prosseguem a fim de localizar e prender outros três suspeitos de envolvimento no homicídio, que estão com mandados de prisão preventiva em aberto.

Continue lendo

Ocorrências

CBMMG apaga incêndio em lote vago usado para descarte de lixo em Ituiutaba

Publicado

em

Foto: CBMMG

Na noite da última quinta-feira, 26 de março, o 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais em Ituiutaba foi acionado para conter um incêndio em um lote vago na Rua Austem Drummond dos Santos, no Bairro Independência, em Ituiutaba.

O incêndio estava espalhado por todo o lote, com vários focos em diversos amontoados de lixo. Aplicando técnicas de combate a incêndio, a guarnição de bombeiros conteve as chamas, evitando sua propagação.

Os moradores próximos relataram que o terreno está abandonado e diversos cidadãos o utilizam para jogar lixo e descarregar entulhos, e até mesmo queimar materiais como ocorreu nessa noite.

Além do desmatamento e dos gases poluentes, a fumaça formada é o que mais prejudica os moradores próximos, que reclamam da dificuldade respiratória e dos demais transtornos causados por esses crimes.

O Corpo de Bombeiros lembra a população que qualquer atividade que cause poluição ao meio ambiente e danos à saúde humana, como queimadas em lixo, matas e lotes vagos, se configuram como crime ambiental, de acordo com a Lei Federal Nº 9.605/98. Se pego em flagrante, o autor é conduzido à delegacia, recebe multa que varia entre R$ 150 e R$ 2.500.

  • Denúncias também podem ser realizadas de forma anônima via 181 ou mesmo com a Polícia Militar via 190. Em caso de incêndio, ligue 193.
Continue lendo

Ocorrências

PMMG divulga detalhes de prisão de dupla que roubou veículo e dinheiro em barraca na BR-153

Publicado

em

Foto: PMMG

A Polícia Militar de Minas Gerais em Centralina divulgou informações sobre uma ação que culminou na prisão de dois homens na última quarta-feira, 26, após uma barraca ter sido alvo de um roubo.

A ação da PMMG ocorreu por volta de 15h, na rodovia BR-153, onde PMs conseguiram abordar suspeitos de terem cometido roubo à mão armada em uma barraca comercial e recuperaram o veículo e demais bens roubados da vítima. Na ocasião, um revólver foi apreendido.

A equipe foi informada de que teria ocorrido roubo à mão armada no estabelecimento, onde chegaram dois criminosos, um deles de posse de um revólver, que anunciou o roubo, tendo levado uma camionete Ford/F-4000, mais de R$ 4.000,00 reais em dinheiro e dois aparelhos celulares. Testemunhas informaram que os envolvidos evadiram no caminhão roubado e em um Hyundai/I30, sentido a cidade Centralina.

PMs iniciaram rastreamentos, sendo os veículos avistados e acompanhados, tendo os militares logrado êxito em abordar e prender os suspeitos que estavam no caminhão roubado. O outro veículo, que estava em apoio, conseguiu evadir e não foi mais localizado. Foram recuperados todos os pertences roubados da vítima e encontrado com os abordados um revólver calibre 38 e 12 munições do mesmo calibre.

Os dois suspeitos, 37 e 23 anos, foram conduzidos, juntamente com os materiais apreendidos e recuperados, até a Delegacia de Polícia Civil e deixados à disposição da justiça. Salienta-se que o suspeito de 37 anos possui longa ficha criminal, com passagens por homicídio, roubo, tráfico de drogas entre outros crimes na cidade de Uberlândia.

Após roubar barraca na BR-153, dupla é presa pela PMMG em Centralina

Continue lendo

+ lidas