Ocorrências

Vereador de Ituiutaba é preso pelo GAECO e PMMG após denúncia de recebimento de vantagem indevida

Na tarde desta quarta-feira, 24 de julho, um vereador foi preso pelo GAECO de Uberlândia e pela PMMG no Centro da cidade de Ituiutaba. Conforme apurou o Pontal em Foco, trata-se do vereador pelo PSD, Pastor Amaury.

O político foi preso em flagrante delito, na prática de concussão.

A prisão ocorreu após denúncia feita por uma das vítimas, diretamente ao GAECO, sendo que a autoridade foi flagrada no recebimento da quantia exigida. O denunciante é um dos assessores do legislador e, conforme o Ministério Público, era obrigado a devolver 60% da remuneração.

Com a soma dos cargos disponibilizados ao vereador e as devoluções, a quantia mensal indevida angariada pelo acusado é de cerca de R$ 4.500,00 por mês.

Encontra-se à frente da diligência militares do GCOC e um promotor de Justiça.

O vereador será conduzido até a cidade de Uberlândia, onde será apresentado a autoridade policial para lavratura do APFD.

Concussão, de acordo com o descrito no art. 316 do Código Penal Brasileiro, é o ato de exigir para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida. A pena é de reclusão e vai de 2 a 8 anos. 

Mais informações serão atualizadas posteriormente.

Mais Lidas

To Top