Redação | Comercial
Polícia

Empresário tijucano é morto com tiro na nuca em Brasília

Foto: Breno Esaki / Jornal de Brasília

Um empresário de Ituiutaba, dono de uma das franquias da sorveteria Chiquinho em Brasília (DF), foi encontrado morto na manhã de ontem (10).

Segundo informações da Polícia Militar, Lessandro Vilela Borba, 38 anos, levou um tiro na nuca por volta das 11h30 em um estabelecimento comercial ao lado da sorveteria, que fica no Recanto das Emas. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para prestar socorro à vítima, mas ele não resistiu.

Comerciantes da região viram o suspeito, que fugiu em um Gol preto. Segundo eles, trata-se de um homem alto e com tatuagem no pescoço. A Polícia Civil do DF, que investiga o caso, informou que ainda não se sabe a motivação do crime. A investigação fica a cargo da 27ª Delegacia de Polícia. A Polícia Militar intensificou as rondas em busca do autor do crime durante todo o dia, mas, até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido detido.

Segurança da loja, Edivaldo Santos, 49 anos, chegou ao local para trabalhar entre as 17h as 23h e contou como foi a ação do foragido, “Não teve roubo. O assassino chegou no local e atirou”, disse. A enteada do comerciante, Bianca Rosalina, 14, informou que a família não sabe a motivação do crime. “Ele era uma pessoa boa e a gente não tem nenhuma suspeita”, contou a adolescente.

O delegado Pablo Aguiar, responsável pelo caso, confirmou que o suspeito fugiu em um carro preto. Testemunhas e familiares estão, aos poucos, sendo chamados para prestarem depoimento.

Lessandro trabalhava com a sorveteria e uma pizzaria e estava construindo outra loja para abrir uma franquia do Frango no Pote. Segundo comerciantes da região Lessandro havia se separado há pouco tempo, e já estava em um novo relacionamento. A família está muito abalada com o crime.

(Com informações do Correio Braziliense)

Comerciante havia sofrido tentativa de homicídio, também com tiro na nuca em 2014

Um fato intrigante é que, em 29 de outubro de 2014, Lessandro, que morava em Ituiutaba, havia sofrido uma tentativa de homicídio, também, com um tiro na nuca.

Lessandro, que na época era proprietário de um supermercado, foi abordado na frente da sua residência, quando duas pessoas se aproximaram em uma D20, e anunciaram o assalto. Os bandidos levaram a carteira da vítima, contendo documentos e R$ 300. Mesmo conseguindo roubar, um deles atirou a queima-roupa na nuca de Lessandro. Ele foi socorrido e levado até o hospital de Ituiutaba.

Veja a notícia publicada em outubro de 2014:

Empresário é alvejado com tiro na nuca após assalto em Ituiutaba

Tags: