Redação | Comercial
Polícia

Jovem é preso ao tentar burlar exame para concurso da Polícia Militar

Rapaz de 26 anos queria fraudar o exame toxicológico para ajudar o irmão de 28; os dois estavam inscritos no processo seletivo para a formação de soldados

Um jovem de 26 anos, candidato ao curso de formação de soldados da Polícia Militar (PM), foi preso na tarde dessa segunda-feira (7), em Belo Horizonte, ao tentar fraudar um exame toxicológico para ajudar o irmão dele, de 28 anos, que também se inscreveu no concurso.

O teste toxicológico é necessário para verificar se os candidatos fizeram uso de alguma substância ilícita nos últimos seis meses.

Os irmãos foram até uma clínica credenciada na rua São Paulo, no centro da capital, para realizar a coleta de sangue. Com o objetivo de tentar burlar o exame, o mais novo trocou a foto da carteira de identidade dele com a do mais velho. Assim, o rapaz de 26 anos tentou se passar pelo de 28.

O funcionário da clínica descobriu a fraude e chamou a polícia sem que os irmãos percebessem. Desconfiados com a demora no atendimento, os jovens saíram da clínica, mas deixaram os documentos para trás.

Mais tarde, um dos rapazes ligou para o laboratório informando que enviaria ao local um motoboy para buscar os documentos. Segundo a polícia, ao chegar na clínica, o motoboy foi surpreendido com a presença dos militares e contou que os jovens estavam esperando por ele na rodoviária de BH.

Os policiais foram até o terminal e encontram apenas o irmão mais novo. Ele foi preso em flagrante por falsificação de documento público e encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan), no bairro Floresta.

A polícia informou que os dois irmãos serão excluídos do processo seletivo, que abriu vagas para a formação de soldados para cidades do interior de Minas.

(Via O Tempo)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *