Política

Dep. Weliton Prado votou contra Temer e a favor das investigações

Foto: Divulgação

O deputado federal Weliton Prado (PROS-MG) votou contra o relatório da Comissão de Constituição e Justiça, que recomendava o arquivamento da denúncia do Ministério Público contra o presidente Michel Temer pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Em plenário, o parlamentar, que já havia votado a favor da continuidade das investigações da primeira denúncia em agosto, manteve a coerência e o voto contra o presidente.

“A segunda denúncia é tão grave e tão séria quanto a primeira e precisa ser investigada. Não só defendo a saída do presidente Temer, como fui o único a defender há mais de um ano a realização de eleições diretas e de uma Constituinte Exclusiva para a reforma política. Não ao Temer, não à Reforça da Previdência, nenhum direito a menos!”, destacou Prado.

Apesar do voto do deputado Weliton Prado, a maioria da Câmara dos Deputados recusou autorizar o STF processar, por crime comum, o presidente e dois ministros. Apesar de perder força, o presidente conseguiu maioria para arquivar a denúncia da Procuradoria Geral da República, que acusou Temer e os ministros de organização criminosa com o intuito de arrecadar propinas. O presidente foi acusado ainda de obstrução de Justiça.

A popularidade do presidente Michel Temer também continua em queda, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A pesquisa CNI-Ibope, divulgada há menos de um mês mostrou que apenas 3% da população consideram o governo Temer ótimo ou bom.

 *Com informações da ‘Agência Câmara Notícias’ e da EBC Agência Brasil

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR