Redação | Comercial

Política

Vereadores aprovam Projeto que permite Executivo contratar empresa para gerenciar Pronto Socorro

Foto: José Lúcio/ Câmara Municipal de Ituiutaba

Por 11 votos favoráveis e três contrários, a Câmara Municipal de Vereadores aprovou, na tarde desta sexta-feira (1º), durante sessão extraordinária, o Projeto de Lei CM 85/2017 de autoria do Executivo, que autoriza a Prefeitura a abrir processo licitatório para a contratação de Pessoa Jurídica para prestação de Serviço de Urgência e Emergência no Pronto Socorro Municipal.

A votação em segundo turno foi logo após esclarecimentos do Secretário Municipal de Saúde, Elias Hércules e do Procurador do Município, Alessandro Oliveira, que foram convidados na última sessão ordinária, para comparecer à Casa de Leis. “Entendo e respeito [a posição dos vereadores] e acho que vocês devem ter responsabilidade de todos os seus atos. Mas quero dizer também que nós estamos no mesmo barco. Se naufragar, vamos nós todos. Não vou pular fora não. Então, vocês podem ficar tranquilos, quanto a isso”, disse Elias Hércules

O Projeto de Lei acabou sendo pauta durante a semana nas redes sociais, dividindo a opinião pública entre os que defendem que a mudança na gestão do hospital poderá ser uma luz no fim do túnel para resolver os problemas na saúde pública do município e; aqueles que criticam e acham que a situação deverá ficar ainda pior, tendo em vista a experiência negativa de outros municípios que “terceirizaram” algum serviço da Saúde Pública – como foi o caso das vizinhas Uberlândia e Uberaba.

Entretanto, as discussões levantadas nas redes sociais não foram levadas até o Plenário, uma vez que foi pouca participação popular na reunião extraordinária de Sexta a tarde.

Os vereadores Juninho da JR, Marco Túlio Faissol e Jorge Carteiro, que no primeiro turno da votação (que aconteceu na última segunda-feira) foram favoráveis ao Projeto, acabaram mudando o seu voto nesse segundo turno.

“Acredito que a ‘coisa’ precisa ser melhor estudada antes da gente aprovar. Precisamos ter uma certa consistência naquilo que estamos autorizando. É importante, por exemplo, saber se vai melhorar, se será mais caro, e quanto será gasto. Eu particularmente não sou favorável a mudanças bruscas. (..) E é por isso motivo que vou votar contra. Mas, mesmo assim desejando que tudo ocorra da melhor maneira possível. Lógico que não é porque tenho esse posicionamento que vou torcer para não dar certo”, ressaltou o vereador Marco Túlio Faissol .

Ainda não há previsão se o processo licitatório será aberto ainda este ano. Entretanto o Secretário de Saúde já adiantou que a expectativa é que o Hospital São José consiga atender a essa demanda do Pronto Socorro, o que, segundo ele, deverá facilitar, principalmente, a questão das internações de pacientes oriundos do Pronto Socorro Municipal.

Você é a favor da mudança?

 Por que? 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR