conecte-se conosco

Política

Vice-governador de Minas, filiado ao Novo, usa helicóptero do Estado para voltar de spa de luxo

Paulo Brandt e sua mulher, Alexia Paiva, usaram uma aeronave do Estado para se deslocar de um spa de luxo de Nova Lima para Ouro Preto durante o feriado prolongado da Páscoa

Publicado

em

Filiado ao Novo, o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, e sua mulher, Alexia Paiva, usaram uma aeronave do Estado para se deslocar de um spa de luxo em Macacos, no distrito de Nova Lima, para Ouro Preto, durante o feriado prolongado da Páscoa. A notícia foi revelada pelo jornal O Tempo e confirmada pelo Estado.

Segundo a assessoria do governo mineiro, o casal estava hospedado no Espaço Águas Claras, que ficaria na rota aérea do compromisso de Brant. Foi por esse motivo, de acordo com o governo, que um helicóptero oficial foi usado para transportar os dois até Ouro Preto, onde foi realizada a cerimônia de entrega da “Medalha da Inconfidência”, comenda oferecida sempre no dia que lembra a morte de Tiradentes. Em nota (leia na íntegra abaixo), o governo justifica o uso da aeronave por “segurança, tempo e mobilidade.”

Foram homenageados os bombeiros e representantes da Defesa Civil mineira que ajudaram no resgate às vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, em janeiro, e também a professora Helley de Abreu – que morreu ao tentar salvar crianças de um incêndio criminoso na creche Gente Inocente, em Janaúba, na região Norte do Estado.

A utilização da aeronave constrangeu o Novo, partido que prega a corte de gastos e a austeridade no uso de recursos públicos. No evento, diante do vice, Zema chegou a mencionar a necessidade de se reduzir custos diante da grave situação fiscal do Estado.

Durante a campanha, Zema, único governador eleito pelo Novo em 2018, prometeu não usar aviões do governo e apenas se deslocar em voos de carreira durante o mandato. A redução dos gastos do setor público e a diminuição do tamanho do Estado também foram bandeiras de João Amoêdo na disputa presidencial do ano passado.

NOTA DO GOVERNO DE MINAS:

Levando em consideração questões de segurança, tempo e mobilidade chegou-se à conclusão de que o governador precisa locomover-se também em aeronaves do Estado. Isso será feito prezando a economicidade e respeitando o dinheiro público. 

O Governador precisa de agilidade para se locomover. Tendo em vista a extensão territorial do Estado, com 853 municípios, e uma agenda de compromissos extensa, conforme as necessidades do Estado, é imprescindível o uso das aeronaves oficiais. 

O Governador de Minas assumiu o compromisso de acabar com a frota aérea que ficava à disposição dos governantes e está fazendo isso. O Estado já vendeu duas aeronaves e transferiu outras duas para a COMAVE – Comando de Aviação do Estado da Polícia Militar de Minas Gerais. 

Respeito, austeridade, transparência, compromisso e responsabilidade com o caixa do Estado são as premissas que norteiam a administração do Governo do Estado de Minas Gerais.

Fonte: Estadão

Política

Fiscalização da Área Azul deve ser retomada no dia 1° e presidente da Câmara pede isenção até o fim da Pandemia

Publicado

em

Foto: Pontal em Foco

Na noite da última segunda-feira, 25, durante a reunião na Câmara Municipal de Ituiutaba, o vereador e presidente da Casa de Leis, Francisco Tomaz, o Chiquinho, realizou indicação ao Poder Executivo para que se mantenha a isenção da cobrança da Área Azul até o final da Pandemia.

Na ocasião, o vereador Odeemes Braz, apontado por Chiquinho como interlocutor da Câmara com a Secretaria de Trânsito, afirmou que votaria a indicação junto ao colega de Legislativo, mas ressaltou a necessidade de manter-se a rotatividade do trânsito, exemplificando que veículos permanecem estacionados em ruas do centro por horas, inclusive de funcionários das empresas durante o expediente, o que traz prejuízos.

De acordo com a Secretaria de Trânsito, os talões voltarão a serem comercializados no dia 1º de junho. Assim, após a normalização, a fiscalização deve ser reiniciada, inicialmente, com trabalho de orientação.

Continue lendo

Política

“Tem gente desequilibrada dentro do Comitê!”, afirma vereador Renato Moura

A fala aconteceu na reunião ordinária da Câmara Municipal de Ituiutaba na última segunda-feira (25)

Publicado

em

O vereador Renato Moura (PSD) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Ituiutaba na noite de ontem (25) para tecer duras críticas ao Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus.

Segundo o vereador e ex-secretário de Desenvolvimento Social, o Comitê não é democrático ao deliberar que apenas membros participem das reuniões. Renato ainda afirmou que não há questões politicas quando há vidas em jogo e falou por mais de 5 minutos sobre o assunto na tribuna.

Veja o momento:

Documentação:

A ata de reunião citada pelo vereador chegou até as mãos da equipe de jornalismo do Pontal em Foco, onde fala especificamente da restrição aos membros. Acompanhe:

“A fim de uma melhor otimização e organização dos trabalhos instituídos pelo Comitê, e ainda considerando estarmos em ano eleitoral, quando é exigido uma maior cautela de modo a não configurar nenhuma propaganda eleitoral, mesmo que de forma indireta e subliminar, informamos que a participação nessa reunião do comitê será restrita aos seus membros, posto que representam diversos órgãos e entidades civis da sociedade. Informamos ainda que sugestões e dúvidas de qualquer cidadão de Ituiutaba poderão ser enviadas ao Comitê através do e-mail [email protected], ou apresentadas por intermédio de um de nossos representantes.”

Baixe a ata de convocação completa aqui.

Resposta

Nossa equipe de jornalismo procurou a presidente do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus em Ituiutaba, Juliana Viegas, porém ela não comentou o caso.

Continue lendo

Política

PF faz operação na residência oficial do governador do Rio

Publicado

em

Policiais federais estão neste momento no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Há equipes também em outros pontos da cidade.

De acordo com a Polícia Federal (PF), a Operação Placebo tem por objetivo apurar indícios de desvios de recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19) no estado do Rio.

Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.

As investigações indicam a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado do Rio.

Continue lendo

+ lidas

error: O conteúdo está protegido!!!