Redação | Comercial
Minas Gerais

Prefeitura de Varginha estuda fim de parceria; Boa pode deixar cidade

Bruno foi apresentado no Boa Esporte (Foto: Nelson Antonie/ Reprodução – O Tempo)

Chegada do goleiro ao time do interior de Minas Gerais poderá resultar no fim da ajuda financeira da prefeitura.

A confirmação do goleiro Bruno como novo reforço do Boa Esporte pode impactar de forma drástica na relação do clube com a Prefeitura de Varginha, podendo até mesmo implicar na rescisão o convênio entre a cidade e o time.

Após nota publicada nessa segunda-feira, a reportagem procurou o presidente da agremiação e representantes da Prefeitura para falar a respeito desta situação. Ao saber desta informação, o mandatário do Boa, Rone Moraes, se mostrou surpreso.

“Eu não fui comunicado de nada. Nem sequer recebi telefonema do prefeito ou do vice-prefeito. Estamos no aguardo. Cada ser humano, administrador ou representante de empresas ou de qualquer autarquia municipal, estadual ou federal tem o direito de pensar e avaliar da melhor forma possível com relação à contratação (do Bruno)”, declarou o mandatário.

Conforme apresentado pelo jornal O Tempo na edição desta terça-feira, o Boa conta com o importante aporte financeiro da prefeitura, local que levou o time para a cidade em 2011. De acordo com a Lei 5.669 de 2013, o Boa recebe R$ 32 mil mensais. Além disso, a prefeitura disponibiliza o estádio e o campo de treinamento, pagando as contas de água, luz e manutenção de profissionais da área da saúde.

Questionado se haveria um plano B de alguma cidade para ser uma hipotética nova sede do Boa, caso haja uma rescisão com a Prefeitura de Varginha, Rone Moraes disse que não está pensando nisso, já que o acordo com o município do Sul de Minas continua.

A reportagem foi então à Prefeitura, mas ninguém quis falar a respeito do assunto. Por meio de sua assessoria, o órgão apenas reiterou o que está escrito na nota oficial (confira abaixo na íntegra).

Mas por conta da repercussão negativa por parte da contratação do goleiro Bruno, esta parceria pode até chegar ao fim. O contrato da renovação do investimento entre a Prefeitura e o Boa Esporte não foi assinado nesta temporada. O caso está entregue para análise.

Confira a nota oficial da Prefeitura de Varginha abaixo

“A Prefeitura de Varginha vem a público esclarecer que existe um convênio firmado com o Boa Esporte, decorrente das Leis Municipais nºs 5.669/2013, 5.842/2014 e 6.170/2016, devidamente aprovadas pela Câmara de Vereadores, convênio que vem sendo renovado anualmente, por ser de interesse das partes, uma vez que o Boa Esporte encontrou nesta Cidade estrutura adequada para desenvolver suas atividades, apoio popular e trouxe às pessoas de Varginha e região, entretenimento, geração de empregos, renda, além de promover o nome da cidade de Varginha em nível nacional.

Esclarece, ainda, que nos termos do referido convênio, as decisões de ordem administrativa, financeira, operacional e de execução, inclusive as definições na contratação de jogadores, compete única e exclusivamente ao Clube.

Portanto, qualquer decisão no sentido de rescindir o referido convênio deverá, antes, ser precedida de análise jurídica criteriosa por parte do Município, necessária em razão da prudência que o caso requer e pelo fato que tal definição deve considerar eventuais prejuízos às partes, em especial aos empregados do Clube, tendo em vista que a equipe do Boa Esporte já assumiu compromissos com a contratação de funcionários, de vários jogadores, além de estar definida sua participação no Campeonato Brasileiro da Série B 2017 e Campeonato Mineiro Módulo II 2017.

Portanto, o Departamento Jurídico da Prefeitura está analisando todos os aspectos legais que envolvem a questão, com o fim de verificar a possibilidade de rescindir, ou não, o referido convênio.

Finalmente, como é de conhecimento público, embora o assunto seja polêmico, é importante registrar que a Prefeitura sempre agiu a agirá nos limites legais quando da tomada de qualquer decisão, registrando-se, também como é do conhecimento de todos, que o jogador Bruno Fernandes ainda aguarda julgamento definitivo pela Justiça, estando solto por decisão do Supremo Tribunal Federal.”

Via: O Tempo

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.