conecte-se conosco

Saúde e Bem-estar

Anvisa emite alerta sobre uso de ondansetrona por grávidas

Estudos indicam que o remédio pode estar ligado a malformações fetais

Publicado

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta para que profissionais prescritores tenham cautela ao indicar ondansetrona a mulheres no primeiro trimestre de gravidez. A agência investiga se o medicamento causa malformação do bebê. Após a conclusão dos estudos, há a possibilidade de contraindicar o uso desse medicamento por mulheres grávidas.

O alerta da Anvisa cita um estudo que comparou 88.467 mulheres expostas à ondansetrona durante o primeiro trimestre de gravidez com 1.727.947 mulheres não expostas à substância. O resultado foi de três casos adicionais, 14 contra 11, de defeitos de fechamento orofacial identificados para cada 10 mil nascimentos de descendentes de mulheres expostas, principalmente relacionados à ocorrência de casos de fissura palatina. 

Segundo a Anvisa, o mecanismo pelo qual a ondansetrona pode interferir na gravidez é desconhecido. Dessa forma, a segurança de uso desse medicamento durante o segundo e o terceiro trimestres de gravidez também não está estabelecida.

Diante dessas informações, a agência diz que analisa a possibilidade de se alterar esse medicamento para a categoria D de risco na gravidez, categoria em que há evidências positivas de risco fetal humano, no entanto os benefícios potenciais para a mulher podem, eventualmente, justificar o risco.

Atualmente, esse medicamento pertence à categoria B de gravidez, ou seja, não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Tratamento de náuseas

A ondansetrona é um medicamento indicado na prevenção e no tratamento de náuseas e vômitos em geral, especialmente os casos induzidos por quimioterapia ou radioterapia e os relacionados ao pós-operatório.

Nos casos de uso da ondansetrona por mulheres em idade fértil, a Anvisa orienta que deve ser recomendado o uso de medidas contraceptivas eficazes. Além disso, os profissionais de saúde devem informar todas as mulheres em idade fértil, que estão em tratamento com ondansetrona, sobre o risco de esse medicamento ocasionar uma malformação congênita, especialmente no primeiro trimestre de gravidez.

A anvisa orienta pacientes que se enquadram nas características descritivas devem procurar orientação junto ao profissional de saúde. A Agência informa ainda que monitora continuamente os medicamentos e solicita aos profissionais de saúde e pacientes que notifiquem os eventos adversos ocorridos com o uso de qualquer medicamento por meio do sistema VigiMed

Saúde e Bem-estar

Número de casos negativos da Covid-19 em Ituiutaba sobe para 94

Publicado

em

A Prefeitura de Ituiutaba divulgou boletim diário com atualização dos números do enfrentamento ao Coronavírus no município. O número de casos negativos da doença subiu para 94.

Além disso, estão registrados 15 casos positivos, 415 descartados clinicamente, 514 casos suspeitos e 111 exames realizados.

Felizmente, não há pacientes hospitalizados. Um óbito pela doença foi confirmado e não há óbitos em investigação.

Assim, 16 pessoas seguem monitoradas pelo Comitê de Enfrentamento, todos em isolamento domiciliar.

Continue lendo

Saúde e Bem-estar

Exclusivo: curados, empresários tijucanos relatam experiências após serem infectados pela Covid-19

Publicado

em

O Pontal em Foco iniciou na manhã desta segunda-feira, 25, o “Tudo às 10 Entrevista! Informação para sua manhã”, quadro conduzido pelo diretor Adelino Júnior, com participação dos entrevistados Robson Dutra e Danilo Martins, tijucanos que testaram positivo para Covid-19 e, felizmente, receberam alta do isolamento domiciliar por estarem curados.

Transmitida ao vivo, à entrevista teve o principal objetivo de proporcionar aos internautas de Ituiutaba e região esclarecimentos sobre a doença, assunto de extrema recorrência nos últimos meses no país e no mundo. Em Ituiutaba, de acordo com a Prefeitura Municipal, até no último domingo, 24, haviam 15 casos positivos da doença registrados.

Robson disse que em seu caso o diagnóstico para Covid-19 levou tempo considerável. “Demorei saber que havia sido infectado, pois quando tive sintomas acreditei tratar-se de dengue. Assim que cheguei ao Pronto Socorro o médico afirmou que realmente eu estava acometido com dengue, inclusive após realização de exames. Contudo, percebi que dias após, dois colegas de trabalho apresentaram os mesmo sintomas, e eu sabia que tal doença não é costumeiramente coletiva em um mesmo ambiente, o que achei muito estranho”, contou.

Posteriormente, Robson procurou atendimento em um Posto de Saúde da Família – PSF e levou o exame que apontava dengue. “Lá contei para a médica o fato de que meus colegas apresentavam sintomas parecidos, o que acendeu um alerta. Assim, recebemos guias para realizarmos os exames específicos para Covid-19, o que foi feito”, relatou.

Desde então, todos eles iniciaram isolamento domiciliar, sendo que trabalham juntos em uma mesma empresa, sendo Robson e Danilo sócios. A secretária da empresa foi submetida ao exame antes dos entrevistados, sendo que o resultado positivo dela foi o primeira a ser entregue. “Naquele momento me senti mal, me perguntando o que estaríamos enfrentando”, explicou.

Já Danilo afirmou que além dele, sua esposa também contraiu o vírus, pois por ele estar infectado e não ainda ter o diagnóstico, acabou a contagiando. “Ficamos em isolamento domiciliar eu, minha esposa e minha filha de 10 anos, que foi submetida a exame que apontou anticorpos para Covid-19, contudo, sem apresentação de sintomas, sendo assintomática. Só quem passou por situação semelhante sabe, aquele momento em que você senta no sofá junto de sua família e se pergunta: o que é que vai ser?”, disse.

Danilo informou ainda que a amizade com Robson  foi de suma importância durante o período de isolamento, principalmente, pelo apoio psicológico.

Os entrevistados falaram sobre diversos assuntos relacionados à doença, inclusive respondendo questionamentos feitos pelos internautas durante à entrevista. Confira na íntegra no vídeo acima!

Continue lendo

Saúde e Bem-estar

Boletim atualiza informações da Covid-19 em Ituiutaba

Publicado

em

A Prefeitura de Ituiutaba divulgou boletim diário com atualização dos números do enfrentamento ao Coronavírus no município. O número de casos positivos subiu para 15, um a mais em comparação aos dados divulgados ontem (23).

Além disso, estão registrados 86 casos negativos, 402 descartados clinicamente e 516 casos suspeitos.

Felizmente, o número de curados subiu para 06 e não há pacientes hospitalizados. Existe ainda um óbito confirmado e não há óbitos em investigação.

Assim, 22 pessoas estão monitoradas pelo Comitê de Enfrentamento, em isolamento domiciliar.

Continue lendo

+ lidas

error: O conteúdo está protegido!!!