Saúde e Bem-estar

Cigarro é um dos principais causadores de câncer na região de cabeça e pescoço

Em 2018 estão previstos mais de 7 mil novos casos de câncer de laringe, que atinge principalmente homens

Dia 29 de agosto é uma data importante para falar sobre um assunto que está em quase todas as rodas de conversa: o cigarro. Milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças relacionadas ao cigarro. O Dia Nacional de Combate ao Fumo serve para conscientizar sobre os malefícios causados pelo tabagismo, uma campanha que faz parte da rotina hospitalar do Santa Genoveva.

O cigarro contém mais de 4 mil substâncias químicas, das quais 43 são cancerígenas e, por meio delas, aumentam o risco de câncer de pulmão, boca, garganta/laringe, pâncreas, bexiga, rins, ossos e vários outros. O cigarro é responsável por pelo menos 40% de todas elas. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o uso do cigarro causa, em média, 50 doenças diferentes e aproximadamente 200 mil mortes por ano no Brasil, o equivalente a 23 pessoas por hora. O tabagismo é responsável por 30% das mortes decorrentes de cânceres como boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo do útero.

Estimativas do INCA apontam 7.670 novos casos de câncer de laringe em 2018, podendo ser 6.390 em homens e 1.280 em mulheres.

Para a oncologista do Hospital Santa Genoveva, Nathália Almeida, as estratégias de combate ao tabagismo são importantes para lembrar a população dos riscos que o cigarro traz para a saúde. “É uma medida de saúde pública que vem sendo adotada para diminuir de maneira geral a incidência de doenças causadas pelo cigarro e o câncer de laringe é um dos mais comuns que atinge a região da cabeça e pescoço, afetando principalmente pessoas entre 50 e 60 anos”, disse.

“As principais causas para o surgimento do câncer de laringe são o tabagismo e o consumo elevado de bebidas alcóolicas. Além disso, é importante salientar que o tabagismo passivo é um fator de risco para todas as doenças relacionadas ao cigarro”, completa.

Nathália garante que sempre é tempo de abandonar o hábito de fumar para evitar o aparecimento de qualquer doença, mas, também, é preciso estar atento  ao próprio corpo para notar qualquer anormalidade. “Caso descoberto em estágios iniciais, o câncer de laringe pode ser curado. Entretanto, as chances de a doença voltar são mais altas quando está relacionado ao cigarro, tornando a cura mais difícil”, finaliza a médica.

 

Sintomas

No caso do câncer de laringe,  caroços no pescoço ou inchaço das ínguas, rouquidão por período prolongado, dor de garganta que não melhora e dificuldade para engolir. Nessas situações, é sempre importante procurar o médico para avaliação mais detalhada dos sintomas.

 

Tratamentos

O tratamento depende do estágio em que a doença foi diagnosticada. Em casos mais precoces, que o tumor ainda está pequeno, recomendamos cirurgia, seguido de radioterapia e quimioterapia a depender do resultado. Em tumores maiores, damos preferência ao tratamento de radioterapia e quimioterapia concomitantes, o que exige uma equipe multidisciplinar composta por odontologia, nutrição, oncologia e radioterapia. Antes de iniciar o tratamento, é imprescindível uma avaliação com a odontologia, para avaliar o estado de preservação dos dentes.

Já o sucesso do tratamento para deixar de fumar depende do esforço em conjunto do paciente e da equipe multidisciplinar de saúde. As principais terapias farmacológicas são a reposição de nicotina, ansiolíticos e antidepressivos. Sozinhos, eles não têm a mesma eficácia quando associados com aconselhamento dos pacientes e familiares. Geralmente, são acompanhados por clínicos gerais, pneumologistas, psiquiatras e oncologistas.

 

O Hospital

O diferencial do serviço de oncologia do Hospital Santa Genoveva é a estrutura hospitalar agregada que dá suporte integral ao paciente com câncer em nível de internação, atendimento de urgência no pronto-socorro e conta com moderno centro cirúrgico, sala de procedimentos cirúrgicos guiados por imagens, além de unidade de terapia intensiva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO