Saúde e Bem-estar

Funcionamento do Samu na região é adiado por conta de protesto de caminhoneiros, diz Cistri

O início das operações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu na região Triângulo Norte, previsto para essa sexta-feira, 8 de junho, foi adiado.

A nova data anunciada para o funcionamento é para o dia 24 de junho. O secretário executivo do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência (Cistri), Rodrigo Alvim Mendonça explicou que por conta dos protestos dos caminhoneiros nas últimas semanas, parte da convocação de trabalhadores, feita pelos Correios, não foi concluída, o que atrasou o processo burocrático para iniciar o sistema.

Ainda conforme o Cistri, a inauguração oficial do Samu Triângulo Norte está agendada para o dia 20 de junho às 9h, na sede da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) em Uberlândia.

O consórcio informou ainda que o evento contará com a a presença do governador Fernando Pimentel (PT) e do secretário de Estado de Saúde, Nalton Sebastião Moreira da Cruz.

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) informou que o secretário Nalton Sebastião Moreira da Cruz está acertando com o gabinete do governador Fernando Pimentel a inauguração do serviço na região. A data de início de operação não foi confirmada pelo Estado.

“Do dia 20 ao dia 24 vamos fazer uma programação que inclui reciclagem dos funcionários que atuarão no sistema. Isto tudo já está sendo fechado e os materiais médico-hospitalares já estão conosco”, explicou Rodrigo Alvim.

Quais cidades terão o serviço 192?

A maior cidade da região, Uberlândia, não terá o serviço do 192. Os municípios que receberão o serviço são: Araguari, Cascalho Rico, Indianópolis, Tupaciguara, Araporã, Monte Alegre de Minas, Prata, Nova Ponte, Patrocínio, Monte Carmelo, Coromandel, Abadia dos Dourados, Douradoquara, Grupiara, Estrela do Sul, Romaria, Iraí de Minas, Ituiutaba, Campina Verde, Santa Vitória, Gurinhatã, Ipiaçu, Capinópolis, Cachoeira Dourada, Canápolis e Centralina.

Para a implantação do Samu na região, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) investiu R$ 6 milhões para a aquisição de equipamentos, materiais de consumo, serviços de terceiros e veículos, além de R$ 3,8 milhões para a aquisição de 31 ambulâncias.

Com informações do Portal G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO

CLOSE
FECHAR