Saúde e Bem-estar

Janeiro Branco: o mês da solidariedade emocional

O branco não é somente a cor escolhida por muitos para o reveillon. Essa cor faz parte da campanha Janeiro Branco, que surgiu em Uberlândia no ano de 2014 com o objetivo de realizar palestras em vários locais públicos para informar sobre a importância da saúde mental. Hoje, a campanha está na 6ª edição e já acontece em várias cidades do Brasil. O Hospital Santa Genoveva chama a atenção para o tema, com o objetivo de fazer as pessoas a pensarem mais em suas vidas.

O primeiro mês do ano traz consigo muita representatividade. É em janeiro que as pessoas fazem novos planos e vislumbram um novo estilo de vida. Mas, é, também, um mês melancólico para muitos e, nesse momento de fragilidade, a busca por ajuda profissional é de extrema importância.

Segundo a psiquiatra do Hospital Santa Genoveva, Ana Carolina Chaves Alucio, apesar de a campanha ser em apenas um mês, é importante que a saúde mental esteja em evidência durante o ano todo. “Precisamos combater alguns tabus sobre as doenças mentais. É necessário combater o adoecimento emocional, promover a psicoeducação entre as pessoas e instituições e, principalmente, buscar o desenvolvimento e valorização das políticas públicas em saúde mental”, disse.

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano. Desse número, aproximadamente 65 mil casos acontecem anualmente em todo o continente americano. No Brasil, de acordo com a cartilha do Ministério da Saúde, cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida por ano.

“Apesar do grande preconceito em torno das doenças mentais, como a depressão, por exemplo, é necessário atenção especial. Precisamos tratar esse assunto de forma ampla, levarmos informação e, principalmente, solidariedade às pessoas”, finaliza a médica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTINUAR LENDO