Redação | Comercial
Saúde e Bem-estar

Weliton Prado propõe Projeto que garante acesso à mamografia

O deputado federal Weliton Prado (PROS-MG) participa, em Brasília, das atividades sobre o Outubro Rosa. O parlamentar, que é membro da Frente Parlamentar de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer, defende o cumprimento da Lei federal 12.732/12, que determina que os pacientes diagnosticados com câncer iniciem o tratamento em até dois meses do diagnóstico.

“O diagnóstico rápido e precoce aumenta as chances de cura. O Câncer de Mama, por exemplo, tem 90% de chances de recuperação, quando é descoberto no início. É preciso atendimento rápido, tratamento imediato, e, antes de tudo, que as mulheres consigam fazer os exames preventivos”, defende Prado.

Weliton Prado é autor de emendas e projetos sobre o combate à doença. Em 2016, priorizou 100% das emendas individuais e impositivas ao Orçamento da União (R$ 15,3 milhões) para a ampliação do Hospital do Câncer, em Uberlândia, além da aquisição do acelerador linear usado na radioterapia. A construção do centro cirúrgico vai permitir dobrar as cirurgias feitas no hospital, que atende pacientes de 80 cidades. Prado também destinou R$1,3 milhão para aquisição de vans para o transporte de pacientes que realizam tratamento fora das cidades que moram.

Tramita na Câmara dos Deputados ainda o Projeto de Lei (PL) 7004/2017, do deputado Weliton Prado, que disponibiliza pelo menos uma carreta da mamografia para cada região de saúde nos estados, alcançando todos os municípios. “40% das brasileiras, em média, não tem acesso à mamografia, segundo dados oficiais. Mas há Municípios em que as pacientes precisam recorrer a outras cidades e estados para conseguir fazer o exame. Temos a certeza de que a implantação de unidades móveis é bastante positiva e vai permitir que um número maior de pessoas tenha acesso ao exame”, explica o autor.

SOBRE OUTUBRO ROSA

O Outubro Rosa é um movimento mundial que desperta a consciência das mulheres para a prevenção e o controle do câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a segunda principal causa de mortes de mulheres no Brasil. Em uma década cresceu cerca de 50% o registro de mortes pela doença. O INCA afirma que 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a simples mudança de hábitos e a adoção de uma vida saudável, como a prática regular de atividades físicas, alimentação saudável, evitar a obesidade e o consumo de álcool e cigarro, além de amamentar os filhos.

(Via Ascom)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *