Redação | Comercial
Política

Vereadores enviam à Câmara Federal moção de repúdio à Reforma da Previdência

A sessão ordinária na Câmara Municipal de Vereadores dessa segunda-feira (20) foi marcada pela presença de professores sindicalistas que solicitaram a tribuna para pressionar o vereadores para que tomem um posicionamento a respeito de diversos pautas que vêm sendo defendidas pela classe, tanto de professores municipais, quanto estaduais.

O ponto alto da sessão, foi o momento em que o presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Darci Jerônimo, subiu à tribuna reivindicando um posicionamento dos vereadores a respeito da Pec 287, que trata da Reforma da Previdência Social, proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB). “Se essa Pec fosse boa, o Legislativo, o Executivo e Judiciário não seriam excluídos das mudanças na lei”, ressaltou o sindicalista.

“Queremos que esta Câmara solicite à Câmara Federal, que os deputados não votem, ou votem contra a PEC da Morte”, pressionou.

Diante da reivindicação, o presidente do Legislativo, Odeemes Braz (PSDB), pediu que todos os vereadores se manifestassem. Por unanimidade, foi aprovado o envio à Câmara de Deputados, um documento de Moção de Repúdio à Pec 287, assinado por todos os vereadores de Ituiutaba.

Moção de Repúdio à PEC 287 foi assinada por todos os vereadores presentes na sessão ordinária dessa segunda-feira (20)

O sindicalista ainda citou o nome de todos os deputados federais que estiveram em Ituiutaba no ano de 2014, em campanha eleitoral, pedindo votos à população tijucana. “O deputado Weliton Prado (PMB), Caio Nárcio (PSDB), Zé Silva (SD), Adelmo Leão (PT), Tenente Lucio (PSB) já se posicionaram contra a Reforma da Previdência. Os demais deputados que ainda não se posicionaram ou que vão votar a favor, estaremos de olho e vamos divulgar pra toda população tijucana. Não votaremos em deputados a favor da Pec que tira os direitos dos trabalhadores”, enfatizou.

Em Ituiutaba, as mobilizações contra a Pec 287 estão sendo protagonizadas principalmente pela classe dos professores que já saíram às ruas em manifestação. Em entrevista recente ao Pontal em Foco, o Sind-UTE, Sidnei Marquesi ressaltou a importância de todos os trabalhadores, independente de afinidade partidária, participar das manifestações contra a Reforma da Previdência. “É uma Pec que afeta toda a classe trabalhadora. Se esse projeto for aprovado, iremos aposentar com mais de 70 anos, quase sem condição de trabalhar mais. É preciso que todos esqueçam suas diferenças e se unam contra a Reforma da Previdência”, enfatizou Sidnei.

Jaqueline Barbosa

Jornalista tijucana, com formação em Comunicação Social / Habilitação em Jornalismo na Universidade de Uberaba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.