conecte-se conosco

Cotidiano

Cestas básicas continuarão sendo entregues para beneficiários dos CRAS de Ituiutaba

Publicado

em

Foto: Ascom

Aqueles que recebem o eventual benefício da cesta básica nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Ituiutaba receberão normalmente os alimentos.

O secretário de Desenvolvimento Social, Renato Moura, explicou que está sendo montada uma equipe que entregará as cestas básicas nas residências e, em alguns casos, os CRAS entrarão em contato nesta quinta-feira (26) e sexta-feira (27), das 8h às 17h, para os beneficiários buscarem as cestas básicas.

Os CRAS ficarão fechados até nesta quarta-feira. “Mesmo no atual cenário por conta do COVID – 19 (coronavírus) as famílias não vão deixar de receber suas cestas básicas e por isso essas medidas de segurança estão sendo tomadas”, enfatizou Renato Moura.

Cotidiano

ACII e Sindicomércio divulgam nota sobre Comitê e manutenção do comércio fechado em Ituiutaba

Publicado

em

Foto: Pontal em Foco

A Associação Comercial e Industrial de Ituiutaba – ACII e o Sindicomércio divulgaram nota conjunta que trata da participação das entidades no Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus em Ituiutaba, bem como pontua sobre a manutenção de parte do comércio local fechado, como medida de prevenção ao avanço da doença no município.

Na nota, as entidades ressaltam a estrutura do Comitê, composto em sua maioria por servidores públicos das esferas municipal e estadual, elucidando que um pedido de reabertura gradual de alguns segmentos foi negado pelos componentes, apesar das argumentações impostas.

O texto também fala sobre o resultado da última reunião deliberativa do Comitê, quando não estiveram presentes os membros e representantes da ACII e do Sindicomércio e, por unanimidade, decidiu pela manutenção das medidas.

Apesar disso, o documento contesta a informação divulgada em vídeo gravado pelo secretário de Saúde, Isaías Tadeu, e a própria ata do encontro. O documento evidencia a não participação dos membros e mostra que José Antônio Lima esteve no encontro, na condição de convidado, onde demonstrou sua insatisfação com o fechamento do comércio, contudo, sem voto. Leia o trecho da ata abaixo.

Leia a nota oficial das entidades

Continue lendo

Cotidiano

Ituiutaba: confira mais participantes apoiados pelo Movimento Apoie o Comércio Local

Publicado

em

A Agência Negócio divulgou mais uma listagem das pessoas e/ou empresas que participaram do Movimento Apoie o Comércio Local. Tais empresas estão atendendo por meio de telefone/WhatsApp e via redes sociais. Os internautas podem divulgas a lista com amigos e apoiar empresas tijucanas.

Veja abaixo empreendimentos e contatos

Como funciona o Movimento Apoie o Comércio Local?

É muito simples! Basta comentar o nome da empresa, segmento e o telefone na publicação nas redes sociais Instagram e Facebook da agência, que os responsáveis irão tabular e divulgar nos perfis.

Benefícios

– Divulgação gratuita das empresas;
– Mais opções de compra;
– Ajuda o comércio local;
– Ajuda famílias que dependem deles;
– Faz a economia da cidade girar;
– Faz um bem danado à alma este ato de amor

Ituiutaba: confira participantes apoiados pelo Movimento Apoie o Comércio Local

Continue lendo

Cotidiano

MPMG e Secretaria de Fazenda criam força-tarefa para combater aumento abusivo de preços; denuncie

Publicado

em

Foto: Reprodução

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Secretaria de Estado de Fazenda por meio de promotores de Justiça e auditores fiscais, formaram uma força-tarefa  para apurar e combater os casos de aumento abusivo de preços de produtos como álcool em gel, luvas e máscaras em Minas Gerais.

Desde o início do período de isolamento social em virtude do combate ao corona vírus, diversas reclamações de consumidores e hospitais chegaram ao MPMG, denunciando o aumento abusivo de preços de diversas mercadorias. Dezenas de consumidores reclamam do reajuste de preços de produtos como álcool em gel, máscaras e luvas.

Além disso, hospitais e centros de saúde das redes pública e particular também denunciaram que fornecedores de materiais de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) estariam retendo estoque e aumentando os preços em mais de 300%, valendo-se da situação de urgência em saúde.

A partir dessas denúncias, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte instaurou procedimentos administrativos para apurar os fatos e responsabilizar os responsáveis.

A Secretaria de Estado de Fazenda, também preocupada com a gravidade das denúncias e de modo a contribuir com informações da escalada dos preços, está realizando levantamentos técnicos necessários para a comprovação dos aumentos abusivos nos casos denunciados e subsidiando as ações do MPMG.

Ao final dos trabalhos, a força-tarefa pretende adotar medidas administrativas contra os empresários que tenham abusado da grave situação que acomete o país, aplicando penas que podem variar desde multas até a interdição do estabelecimento comercial. Os responsáveis ainda podem estar sujeitos à prisão de até dez anos de reclusão pela prática de crimes contra a ordem econômica.

Caso o consumidor queira fazer alguma denúncia sobre preços abusivos basta acessar a página da Ouvidoria, no portal do MPMG, clicando aqui.

Continue lendo

+ lidas