Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Destaque

Desperdício desenfreado de água potável pode prejudicar tijucano

O desperdício de água vem se tornando cada vez mais um problema para a sociedade em um todo. No período de estiagem a situação piora.

Rio São Francisco

A nascente do rio São Francisco, que está localizada dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra, no sudoeste de Minas Gerais, está seca. Segundo o chefe do parque, diretor Luiz Arthur Castanheira, o evento é inédito e o motivo para isso foi a sucessão de secas que atingem a região há pelo menos três anos.
O parque tem 200 mil hectares de área e preserva, além das nascentes do São Francisco, outros monumentos naturais. Serve como divisor natural de águas das bacias dos rios São Francisco e Paraná.
“A falta de chuva é um fenômeno natural que ocorre sempre, diminuindo a quantidade de água no rio. Mas a seca está muito forte este ano. É a primeira vez que as nascentes altas do São Francisco estão secas. O pessoal do parque aqui disse que nunca viu nada igual a isso”, afirmou.
Castanheira afirmou que, apesar da nascente seca, o curso do rio –que se estende por 2.700 km, de Minas até a divisa entre os Estados de Alagoas e Sergipe— não está ameaçado, já que outros rios e riachos o alimentam.
“Aqui, na verdade, é o começo do rio, mas tem muito tributário mais para baixo. Essa nascente seca serve para mostrar como estamos com problemas com a pequena quantidade de água”, disse.
Segundo Castanheira, no parque, a nascente é alimentada por pequenos córregos, que vão formando a nascente do principal rio mais importante do semiárido brasileiro.
Segundo o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, a bacia do rio corta seis Estados –Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Goiás– e uma pequena parte do Distrito Federal, chegando a 504 municípios. O rio é a única alternativa de água para milhares de pessoas que vivem no semiárido desses Estados.
O rio também é alvo da maior obra do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), com a transposição que constrói dois canais com um total de 477 km, que vão retirar água do rio e levar a 390 municípios do sertão de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.
Segundo o Ministério da Integração Nacional, as obras físicas do projeto estão 62,4% executadas, e a entrega dos canais deve ocorrer em 2015.

Anúncio. Role para continuar a leitura.

Incêndios

Além da seca, o parque da Serra da Canastra também está sofrendo com os incêndios. Desde o dia 20 agosto, o chefe do parque disse que já foram oito focos registrados.
Por conta dos incêndios e de obras na estrada de acesso, o parque foi fechado desde a sexta-feira passada (19) e só deve ser reaberto no dia 6 de outubro. “Isso ocorre em situações em que precisamos preservar a segurança das pessoas que passam por aqui”, alertou.
Diante de tais fatos o Vereador Gemides Belchior, encaminhou um projeto a Câmara Municipal dos vereadores que visa conscientizar toda a população de como utilizar e racionar a água.
O projeto também vai informar os tijucanos de como cuidar dos rios como o Tejuco e São Lourenço, que são responsáveis pelo abastecimento do município.
De acordo com o vereador é importante que a SAE que é a responsável pelo saneamento de esgoto de Ituiutaba e a Câmara dos Vereadores, também “abracem” a causa.

Em tempos de estiagem a palavra chave deve ser economia 

Evitar desperdícios deve ser a palavra chave para que neste período de seca todos continuemos com o abastecimento de água normalizado.
Apesar de Ituiutaba estar preparada para enfrentar um período de estiagem, como matérias anteriores mostraram, o que é fato é que o período está sendo adverso, o ano de 2014 está tendo um período de estiagem extenso e, por isso, é necessário um esforço em conjunto para que não haja desperdício.
Em tempos em que se prega tanto o consumo consciente, onde campanhas nas redes sociais ganham dimensões globais, simples atos em prol de um bem comum não são percebidos no dia a dia. Hoje todos temem a palavra racionamento, contudo poucos tomam medidas e atitudes para ajudar que isso não aconteça.
Não é difícil flagrar atos de desperdício.  Numa pequena caminhada pelo seu bairro, sempre tem um vizinho lavando a calçada, o alpendre ou até o carro, sem a mínima preocupação com o consumo de água, mas, apesar de as mídias pregarem o consumo consciente, poucos adotam esta conduta e enquanto isso são milhões de litros de água desperdiçados.
Quem pratica o consumo consciente e aposta no reaproveitamento colhe bons frutos como ressalta a moradora do bairro Platina, Thallita Rodrigues. “Cada um deve fazer sua parte, não custa muito, pois são pequenas atitudes juntas que dão um grande resultado na economia e no não desperdício de água. Contudo, é muito ruim quando a gente se esforça tanto e vê um vizinho desperdiçando. Todos temos que fazer a nossa parte para que não falte água para ninguém”, concluiu.
Fica o alerta do Departamento de Meio Ambiente, órgão subordinado à Secretaria de Planejamento da prefeitura de Ituiutaba, sobre o consumo consciente evitando desperdícios desnecessários, estando o departamento à disposição para orientação e também para encaminhar as solicitações.
A prefeitura de Ituiutaba alerta a todos os cidadãos para que evitem o desperdício e ajudem a conservar este bem tão precioso que é a água, afinal, sabendo usar não vai faltar.
desp
 

Anúncio. Role para continuar a leitura.
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também:

Anúncio