Brasil e Mundo Pesquisa

Pesquisa mostra que morcegos começam a se alimentar de sangue humano no Brasil

Pesquisa mostra que morcegos começam a se alimentar de sangue humano no Brasil

16/01/2017 18h00 Atualizada há 4 anos
Por: Adelino Júnior
[caption id="attachment_108158" align="aligncenter" width="620"] Morcego-vampiro-de-pernas-peludas estão se alimentando de sangue humano (Foto: Wikicommons)[/caption]  
A raiva humana transmitida por morcegos tem sintomas como febre, fotofobia e dificuldades para se alimentar.
Uma pesquisa realizada por brasileiros e publicada na revista científica "Acta Chiropterologica" aponta que uma espécie de morcegos passou a se alimentar também de sangue humano. Popularmente conhecido como morcego-vampiro-de-pernas-peludas, até então, só existe relatos de que se alimentavam por sangue de aves. Os estudiosos analisaram 70 amostras de fezes da espécie que tem como nome científico Diphylla ecaudata. Destas, 15 continham vestígios de sangue humano. Segundo a BBC Brasil, o estudo foi conduzido no Parque Nacional do Catimbau, na região de caatinga de Pernambuco, a cerca de 300 km do Recife. Os cientistas acreditam que a mudança de hábito dos morcegos se deve à mudança de cenários que habitam, existindo a escassez de presas. Ainda de acordo com a publicação, a mudança dos hábitos alimentares do morcego-vampiro-de-pernas-peludas também pode evidenciar um impacto na saúde pública humana. Os  cientistas explicam também que os morcegos transmitem uma série de doenças e, se essa espécie está agora se alimentando de sangue humano, é preciso lidar com um problema de saúde pública potencial. O ataque de morcegos atacando humanos no Brasil é muito raro. Em 2005, o Maranhão registrou o maior surto de raiva humana transmitida por morcegos da história do país. Na época, mais de 20 pessoas morreram vítimas da doença, transmitida por morcegos que se alimentam de sangue. A raiva humana transmitida por morcegos tem sintomas como febre, fotofobia e dificuldades para se alimentar. Via: O Tempo
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.