Geral Estelionatário

Estelionatário de Uberlândia usa cartão em nome de vítima para aplicar golpe de quase R$ 40 mil e acaba preso

Estelionatário de Uberlândia usa cartão em nome de vítima para aplicar golpe de quase R$ 40 mil e acaba preso

23/06/2020 10h36 Atualizada há 3 meses
Por: R. A. C. O.
Estelionatário de Uberlândia usa cartão em nome de vítima para aplicar golpe de quase R$ 40 mil e acaba preso
Um homem foi preso pela Polícia Militar de Minas Gerais em Uberlândia na noite desta terça-feira, 23, às 0h25, na Rua Goiás, no Centro, por suspeita de estelionato. A PMMG informou que recebeu informações com origem na cidade de patrocínio, onde uma pessoa disse ter sido vítima de estelionato, consistindo o golpe na emissão de um cartão de crédito em seu nome e com a realização de várias compras online, totalizando um valor de R$ 36.166,75 até o momento. Ainda foi informado que o beneficiário desses valores e responsável pela máquina de cartões de crédito era residente na cidade de Uberlândia, na Rua Goiás. De posse dessas informações, as guarnições da PMMG passaram a acompanhar o local e, ao ver que ser tratava da polícia, o acusado se negou a abrir a porta de seu apartamento. Assim, foi mantida a vigilância do local para aguardar a saída do suspeito. Após algum tempo, o suspeito foi visto de posse de uma mochila de cor preta e de uma mala de viagem de cor branca, dirigindo-se ao estacionamento do prédio em direção a um veículo Evoque Prestige, de cor preta, ano 2013, registrada no seu nome. Foi feita a abordagem policial e verificado pela equipe que na mochila do abordado havia diversos cartões com suspeição de clonagem e/ou utilizados para a movimentação dos valores obtidos através das fraudes realizadas por ele, homem de 27 anos, bem como cópias de documentos, além de um Hard Disk (HD), que o autor não quis revelar o seu conteúdo, exigindo, portanto, a realização de exame pericial. Ainda no decorrer das diligências, fez-se presente o defensor do abordado, o qual passou a acompanhar as diligências policiais, inclusive no interior do apartamento, e que atestou a transparência e legalidade da ação, tendo amplo acesso ao seu cliente, inclusive, com entrevista em separado. No interior do imóvel alugado foram encontrados diversos eletroeletrônicos, dentre estes, aparelho televisor de LED, 55 polegadas, videogames, caixa de som, entre outros, com indícios de terem sidos adquiridos de forma ilícita, uma vez que as notas fiscais e documentos apresentados constam em diversos nomes, com CPF’s e CNPJ’s variados, sendo necessária análise e perícia. Assim, foi dada voz de prisão ao autor, em tese pelo cometimento dos crimes de estelionato, uso de documento falso, dentre outros, previstos na legislação penal brasileira. Diante dos fatos, o autor e material apreendido foram levados para a delegacia de Polícia Civil.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.