Ocorrências FOGO

Na madrugada, incêndio destrói vegetação em Ituiutaba e CBMMG alerta para aumento nas ocorrências

Houve um aumento de 30% com relação ao ano de 2019, e de 256% com relação ao ano de 2018, comparando somente os registros de julho

11/09/2020 08h47
Por: R. A. C. O. Fonte: CBMMG
Foto: CBMMG
Foto: CBMMG

Um extenso incêndio em vegetação foi registrado no início da madrugada desta sexta-feira, 11, por volta da 0h, na cruzamento da Avenida Doutor Omar Oliveira Diniz com Rua Pirapitinga, no Bairro Novo Tempo II. O 'clarão' das chamas pôde ser visto à distância, despertando atenção da vizinhança.

Assim, o 2° Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais - CBMMG em Ituiutaba foi acionado em meio a inúmeras solicitações. Prontamente, uma guarnição de socorro foi enviada até o local, sendo necessário o uso de abafadores e bombas costais para a contenção do incêndio, que consumiu mais de cinco hectares de vegetação nativa, após duas horas de trabalho dos militares. Em meio ao fogo, animais foram vistos atordoados pela fumaça, vítimas da provável ação humana de incêndio florestal, prática considerada crime ambiental. 

Continua depois da publicidade

O CBMMG alerta para o aumento das queimadas: houve um aumento de 30% com relação ao ano de 2019, e de 256% com relação ao ano de 2018, comparando somente os registros de julho. Cabe ressaltar que esse aumento acompanha o incremento no risco de desenvolvimento de doenças, devido à inalação de fumaça. Entre as enfermidades, tem-se o desencadeamento e agravamento de rinite, asma, bronquite, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), problemas cardiovasculares e pneumonia. Crianças e idosos são os que mais sofrem, por serem mais sensíveis.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ituiutaba - MG

Ituiutaba - Minas Gerais

Sobre o município
Ituiutaba é um município do interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Sua população em julho de 2019, de acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, era de 104 671 habitantes.