Saúde e Bem-estar PANDEMIA

App Saúde Digital e prevenção são armas contra a covid-19

Estado aposta em medidas coletivas e individuais de proteção para avançar no controle à pandemia

11/09/2020 09h14
Por: R. A. C. O. Fonte: Agência Minas
App Saúde Digital e prevenção são armas contra a covid-19

Ações de prevenção à covid-19 foram reforçadas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta quinta-feira (10/9). Em coletiva virtual, a coordenadora da Sala de Situação da Subsecretaria de Vigilância em Saúde da SES-MG, Eva Lídia Medeiros, atualizou dados e destacou a importância do uso de máscaras, da higienização das mãos e da manutenção do distanciamento social.

A coordenadora da Sala de Situação pontuou ainda que, em caso de sintomas respiratórios, a orientação é realizar o atendimento por meio do aplicativo Saúde Digital MG, que possibilita a identificação e triagem dos pacientes.

Continua depois da publicidade

“A plataforma conta com profissionais capacitadas da Rede Fhemig para o atendimento e, nos casos de suspeita da covid-19, é feito o encaminhamento pertinente a cada caso”, explicou a coordenadora.

O aplicativo Saúde digital MG Covid-19 pode ser baixado, gratuitamente, nas plataformas digitas para usuários do sistema Android e iOS. Cada paciente registrado tem também a possibilidade de vincular outros familiares e pessoas que não têm um celular ou dispositivo com acesso à internet, como crianças e idosos.

Continua depois da publicidade

Minas Consciente

Também na coletiva, o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, apresentou os números mais recentes do plano Minas Consciente. Até o momento, 625 cidades já formalizaram sua adesão, o que representa um impacto em quase 14 milhões de mineiros.

Em relação às ondas que norteiam a condução da retomada de atividades nas macrorregiões do estado, Passalio anunciou o avanço para a onda verde da região Triângulo Sul. “Os municípios abrangidos por essa macro, como Uberaba, Frutal e Perdizes, poderão chegar ao máximo de flexibilização nos níveis previstos no plano. Lembramos que os protocolos continuam valendo, inclusive na onda verde. Esta onda, porém, permite a ampliação do número de segmentos que podem ser abertos”, destacou.

Continua depois da publicidade

Já a macrorregião do Triângulo do Norte, com cidades como Uberlândia, Araguari e Ituiutaba, retornam para a onda vermelha. De acordo com Fernando Passalio, “esse retrocesso é uma medida de segurança, pois os indicadores epidemiológicos alertaram para esse tipo de medida”. Saiba mais sobre o plano em www.mg.gov.br/minasconsciente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.