Educação UFU

UFU lidera número de docentes doutores na classificação do QS Latin America University Rankings 2020

Divulgado nesta quarta-feira, ranking regional também inclui a Universidade Federal de Uberlândia na faixa das 29% melhores instituições de ensino superior latino-americanas

11/11/2020 13h24
Por: J.D.M.N Fonte: Hermom Dourado / comunica.ufu.br
Foto: Reprodução / comunica.ufu.br
Foto: Reprodução / comunica.ufu.br

O QS Latin America University Rankings é um ranking regional que classifica as instituições de ensino superior latino-americanas a partir das oito métricas que mantém os indicadores-chave do QS World University Rankings, mas são customizadas para retratar as universidades de cada região. Os indicadores para esta classificação regional são: citações por artigos, citações por corpo docente, impacto na web, reputação acadêmica, reputação do empregador, proporção entre estudantes e docentes, rede internacional de pesquisa e docentes com PhD.

A nova classificação deste ranking foi divulgada na manhã desta quarta-feira (11) e trouxe dados bastante positivos para a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), que obteve a primeira colocação na avaliação do número de docentes com doutorado, dentre as 410 instituições de ensino superior da América Latina e Caribe. Outro resultado expressivo foi a permanência da UFU na faixa das top 29% instituições de ensino superior latino-americanas. Esta posição se mantém desde a edição de 2016.

 ACESSE OS DADOS REFERENTES À UFU

ACESSE O RANKING COMPLETO

Titular da Diretoria de Relações Internacionais e Internacionais e Interinstitucionais (DRII) e presidente da Comissão de Acompanhamento de Lançamento de Dados Institucionais da UFU em Rankings Universitários Internacionais, o professor Waldenor Barros Moraes Filho comenta que “este resultado reflete o compromisso assumido historicamente pela Universidade Federal de Uberlândia com a qualificação de seu corpo docente”.

Continua depois da publicidade

Moraes Filho entende que o simples ingresso em rankings internacionais que avaliam a qualidade de universidades deve ser comemorado institucionalmente, porém não pode gerar comodismo. “Esse é apenas um primeiro passo, pois essas avaliações usam metodologias distintas e recorrem a um conjunto de indicadores que também variam entre as versões, e que nos apontam para os pontos fortes que emergem dos dados. Ao mesmo tempo, essas análises nos auxiliam a identificar os aspectos que demandam mais investimento coletivo”, pondera.

 Outros indicadores

A UFU também aumentou sua pontuação em nível doméstico, apresentando um índice 9,8% maior do que a média para universidades brasileiras – e subindo um décimo percentual, em comparação com os 9,7% da última edição. O diretor da DRII ressalta que as menções à universidade nesse e em outros rankings se devem ao compromisso assumido pela gestão ao instituir a Comissão de Rankings: “Este grupo tem se desdobrado para conseguir levantar informações ou organizar dados existentes e cadastrá-los adequadamente nos diversos sistemas dessas avaliações. Portanto, cabe nosso agradecimento especial aos membros da comissão, que priorizaram esta ação, dentre tantos outros compromissos que todos possuem.”

Continua depois da publicidade

Finalizando, ele conclama a participação de toda a comunidade acadêmica para que as avalições se mantenham positivas e venham a continuar melhorando. “Um passo necessário ainda a ser dado para a obtenção desses objetos envolverá o esforço conjunto. É fundamental que nossos pesquisadores – sejam docentes ou discentes – produzam cada vez mais em contextos internacionais, participem de grupos de pesquisa em rede, ampliem os relacionamentos externos e nos auxiliem na coleta de dados pertinentes e, especialmente, na divulgação da UFU em seus contatos no exterior. Indicadores como ‘reputação acadêmica’ e ‘reputação da universidade entre empresários’ estão diretamente associados aos contatos que nossa comunidade mantém extramuros”, salienta.

Ainda conforme Moraes Filho, apesar de a UFU possuir um enorme contingente de ex-alunos líderes e gestores no Brasil e no exterior, esses egressos precisam ser sensibilizados para aceitar os convites dos rankings, entrar nos sistemas dos mesmos e ali registrar o que pensam da universidade: “Em outras palavras, as avaliações não se baseiam apenas em parâmetros acadêmicos e outros objetivos mensuráveis, mas consideram, de maneira bastante significativa, a visão que nossos ex-alunos e parceiros têm sobre a instituição. Por isso, temos que pensar nesses rankings como ação de interesse coletivo, em constante movimento. Cada um de nós que conseguir ativar um contato que possa relatar sua relação com a UFU estará se somando a esse esforço de contribuir para uma maior visibilidade da universidade no contexto internacional.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Uberlândia - MG

Uberlândia - Minas Gerais

Sobre o município
Uberlândia é um município brasileiro do interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se a oeste da capital do estado, Belo Horizonte, distanciando-se desta cerca de 537 quilômetros.