Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem-estar

Os vírus já estão circulando no município! O que devo fazer?

Não é novidade, já sabíamos que isto iria acontecer. Os índices epidemiológicos já apontavam para um cenário desfavorável e, apesar das campanhas, todos se mantiveram estagnados, tal qual a água que abriga os criadouros do mosquito Aedes aegypti e os vírus da Dengue, Chikungunya e Zika.

Todos estão atualmente mobilizados pela pandemia de coronavírus e se esquecem das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes que se prolifera em nossas casas como se fosse seu hotel de luxo. Temos intensificado nossos cuidados em relação ao coronavírus e negligenciando os vírus circulantes que mais tem causado problemas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Em relação ao coronavírus temos que nos precaver quanto ao asseio pessoal que todos já sabem: lavar as mãos com água e sabão. Quem tiver condições, que use álcool em gel nas circunstâncias em que não tiverem acesso ao sabão ou sabonete, embora os ambientes públicos sejam obrigados a ofertarem. Devemos urgentemente evitar aglomerações, ir no comércio sem necessidade, reuniões sociais, aniversários, festas, etc. lembrando que muitos de nossos familiares ou conhecidos não ficarão em casa pois terão que trabalhar para a cidade não parar. Os profissionais de saúde terão uma dedicação e cuidados excessivos para não se contaminarem com a Covid-19. Os idosos devem permanecer em casa e evitar contato com outras pessoas. Ajudemos nossos concidadãos quando não puderem se locomover para realizarem atividades habituais, com cautela e higiene para não contaminá-los.

Enquanto isso, a dengue, chikungunya e zika estarão na linha de frente provocando tantos prejuízos quanto o coronavírus.

A proposta do Comitê de Enfrentamento ao Aedes aegypti é de que aquele cidadão que tem a possibilidade de se ausentar do local de trabalho possa aproveitar o seu tempo e se dedicar à eliminação dos criadouros do mosquito em sua casa.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A somatória dos habituais casos de doenças respiratórias mais comuns desta época, o aumento de número de positivos das doenças transmitidas pelo mosquito e do coronavírus poderão sobrecarregar o atendimento hospitalar. Sejamos sensatos, vamos cuidar do asseio pessoal, lavar as mãos e evitar aglomerações, principalmente considerando as pessoas com maior risco: os idosos.

Mas é imperativo que utilizemos “o tempo livre” em casa para eliminar os possíveis criadouros do mosquito e assim contribuirmos para a diminuição de incidência de várias ocorrências médicas reunidas que podem sobrecarregar o sistema de saúde.

Somente com informação, sensatez e mudança de comportamento poderemos reverter o cenário desfavorável que se descortina.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Prof. Guilherme Garcia da Silveira
Comitê de Enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti

Advertisement. Scroll to continue reading.
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também:

Saúde e Bem-estar

A Prefeitura de Ituiutaba divulgou boletim diário com atualização dos números do enfrentamento ao Coronavírus no município. Estão registrados nesta sexta-feira, 29, 22 casos...

Economia

Um grupo de 10 produtores rurais, de Ituiutaba e região, concretizou a aquisição do imóvel onde era instalada a Companhia de Armazéns e Silos...

Cotidiano

O Hospital São José da Sociedade São Vicente de Paula publica nota oficial nesta sexta-feira, 29, com alerta à população em geral, empreendidos comerciais,...

Política

A Prefeitura de Ituiutaba publicou decreto que mantém medidas de combate à Covid-19, desta vez, com validade até o dia 15 de junho, segunda-feira....

Advertisement