Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem-estar

#RELACIONAMENTOLEGAL

Você já deve ter ouvido falar em Relacionamento Abusivo. Na realidade, não é fácil identificar se estamos em um relacionamento assim. Difícil também é saber como agir diante um namorado controlador.

Mulheres adultas, muitas vezes, só percebem que fazem parte de uma relação abusiva quando já estão sofrendo muito, isoladas, da família, dos amigos, afastadas do estudo, do trabalho e sem amor próprio. Para as garotas pode ser ainda mais difícil reconhecer quando estão sofrendo abuso.

Relacionamentos fazem parte de nossa vida, devem ser agradáveis e saudáveis, por isso, é preciso impor limites.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Neste artigo, contamos com uma aliada poderosa: A Cartilha #NAMOROLEGAL do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Vamos namorar sem estresse então? Como fazer isso? Leia algumas DICAS e escolha o que é melhor pra você:

  1. Confie mais nas atitudes, não nas palavras. Antes de mergulhar de cabeça em uma relação é importante descobrir com quem você está. Muitos namorados fazem declaração de amor, mas ao mesmo tempo tem atitudes explosivas, são autoritários e insensíveis, criticam tudo o que a namorada faz, fala do seu corpo, da sua postura, dos seus amigos e da sua família. Relacionamentos assim destroem a sua autoestima. O que ele faz é que pode causar um grande mal para a sua vida. Quem gosta de verdade, apoia e incentiva, não anula a outra pessoa.
  2. Não faça malabarismos para agradar o “crush”. Reserve um tempo só para você, não deixe os amigos de lado para andar só com os dele, mantenha as atividades que você gosta e esteja com quem é importante pra você.
  3. No relacionamento você não é obrigada a seguir uma lista de comportamentos permitidos ou proibidos. Respeite seus próprios limites e aprenda a dizer NÃO.
  4. Ninguém é DO OUTRO, amor não é posse. Você em primeiro lugar sempre!
  5. Nunca se esqueça de que você é uma pessoa IGUAL ao seu companheiro em direitos e escolhas.
  6. Que delícia se sentir apaixonada não é? Aproveite mesmo, garota! Mas mantenha os pés no chão! No seu território seguro.
  7. Ofender, xingar, constranger, perseguir, dar um tapinha, puxar o cabelo… Tudo isso é agressão. E sabe quando ele diz “se não for minha não é de mais ninguém”? Isto é ameaça.

De acordo com a Psicologia de Relacionamentos amorosos, para a violência não existe justificativa ou perdão. Teve medo, aconteceu algo que não gostou? Peça ajuda à família e aos amigos e caia fora. Se o relacionamento terminar, pode doer, mas o resto continuará lá e você não vai desmoronar. Eu sei que dói é horrível, eu sei que parece que você não vai aguentar, mas aguenta as dores da vida.

A psicóloga atende na galeria Vila Rica, situada na Avenida 13, entre Ruas 22 e 24, no 3° andar. O telefone para contato é o (34) 99678-7586.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A profissional trabalha com os seguintes convênios: IPSM; IPSEMG; BRASIL MED; FRATARI; REDE MED e UNIMED. O agendamento de consultas também pode ser feito pelo telefone (34) 3261-4484.

Taís Muniz, psicóloga CRP 04/206405

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também:

Advertisement